Repositório Digital

A- A A+

Conhecimento do formando de enfermagem sobre transplantes de órgãos e tecidos

.

Conhecimento do formando de enfermagem sobre transplantes de órgãos e tecidos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Conhecimento do formando de enfermagem sobre transplantes de órgãos e tecidos
Autor Timm, Isabel de Abrantes
Orientador Duarte, Êrica Rosalba Mallmann
Data 2007
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Estudantes de enfermagem
Transplante de órgãos
Resumo A presente pesquisa aborda a origem e o conhecimento que os formandos de enfermagem possuem sobre Transplante de Órgãos e Tecidos, uma vez que tem-se constatado o crescimento nessa área de conhecimento o que provoca o surgimento de um novo espaço para enfermeiros no mercado de trabalho. Trata-se de uma pesquisa descritiva, quantitativa do tipo Levantamento, que objetiva avaliar o conhecimento que os acadêmicos de enfermagem do 9º semestre, de escolas de Enfermagem de Porto Alegre e da grande Porto Alegre, têm sobre Transplantes de Órgão e Tecidos. O estudo foi realizado através do preenchimento de um questionário, simulando uma prova de conhecimento, e a coleta dos dados foi realizada após autorização e aprovação dos comitês de ética envolvidos. O questionário foi feito em três blocos e numa ordem crescente de conhecimento. O estudo considerou que os alunos que obtivessem 100% de acerto no bloco A, no mínimo 50% no bloco B e no mínimo 10% no bloco C estariam considerados com um conhecimento adequado referente a esse conteúdo na conclusão da graduação. Na análise dos dados constatou-se que apenas 06 acadêmicos obtiveram resultados satisfatórios, significando 4,22%. Os alunos que não alcançaram esses índices compuseram um grupo de 136 formandos, o que representou 95,77% da amostra. Os resultados da origem do conhecimento demonstraram, nos três blocos, que as informações obtidas vieram, primeiramente, através da mídia ou outros meios de comunicação. Os resultados evidenciaram que, praticamente, a totalidade da amostra não possui conhecimento adequado à conclusão da graduação referente ao conteúdo de transplantes. As estatísticas referentes ao assunto nos demonstraram que as escolas de enfermagem estão formando profissionais despreparados para exercerem atividade profissional nesta área de atuação.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/107813
Arquivos Descrição Formato
000605567.pdf (1.334Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.