Repositório Digital

A- A A+

Relação entre neoplasias intra-epiteliais cervicais com a contagem de CD4 e carga viral em pacientes Hiv/Aids

.

Relação entre neoplasias intra-epiteliais cervicais com a contagem de CD4 e carga viral em pacientes Hiv/Aids

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relação entre neoplasias intra-epiteliais cervicais com a contagem de CD4 e carga viral em pacientes Hiv/Aids
Autor Silva, Daila Alena Raenck da
Orientador Souza, Sônia Beatriz Cócaro de
Data 2007
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Neoplasia intra-epitelial cervical
Resumo O número de pessoas infectadas pelo HIV cresce a cada dia, destaca-se nessa estatística a alta taxa de mulheres contaminadas. Observa-se, devido a esse fato, uma modificação no perfil da epidemia. O HIV destrói as células de CD4 responsáveis pela imunidade, conseqüentemente ocorre uma exposição maior do indivíduo as doenças oportunistas. Diante da transformação que vem sofrendo a epidemia, frente ao processo de feminização, torna-se importante abordar outra doença muito freqüente no mundo: o câncer de colo uterino. Uma patologia de fácil prevenção. Este estudo pretende relacionar as lesões pré-invasoras, as neoplasias intra-epiteliais cervicais (NIC), a imunidade e a quantidade de vírus no organismo das pacientes de um Serviço de Assistência Especializada (SAE) de Porto Alegre. Trata-se de uma pesquisa quantitativa transversal documental, onde os dados foram coletados dos prontuários de 262 pacientes atendidas no período de abril de 2006 a abril de 2007. Além dos resultados dos exames citopatológicos, foram analisados fatores como atividade sexual, estado civil, uso de antiretrovirais, número de filhos, entre outros. A análise estatística foi feita com auxílio do programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS-PC Plus para Windows). Através da análise dos resultados, foi encontrado no estudo uma prevalência de mulheres, brancas, com baixo nível de escolaridade e sem trabalho. Quanto á vida sexual, foi observado que 68% delas, possuíam parceiro fixo e 89% tinham vida sexual ativa. O tempo médio de infecção foi de 7 anos, observou-se também que 230 pacientes apresentaram o nível de CD4 acima de 200 células/mm³ e 104 pacientes possuíam carga viral indetectável. Verificou-se que 89% das pacientes apresentaram exame citopatológico de colo uterino negativo para neoplasias intra-epiteliais cervicais. Quanto à relação entre o CD4, a carga viral e o aparecimento de NIC, foi encontrado que a ocorrência de NIC é menor à medida que as mulheres apresentam maior valor nos níveis de CD4.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/107833
Arquivos Descrição Formato
000643534.pdf (1.087Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.