Repositório Digital

A- A A+

Refletindo acerca do comportamento verbal e não-verbal do paciente oncológico durante a consulta de enfermagem em cuidados paliativos

.

Refletindo acerca do comportamento verbal e não-verbal do paciente oncológico durante a consulta de enfermagem em cuidados paliativos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Refletindo acerca do comportamento verbal e não-verbal do paciente oncológico durante a consulta de enfermagem em cuidados paliativos
Autor Junges, Marina
Orientador Xavier, Ida Haunss Freitas
Data 2008
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Comunicação não verbal
Cuidados paliativos : Enfermagem
Paciente oncológico : Enfermagem
Resumo O aumento dos casos de câncer e a crescente mortalidade causada por essa doença apontam para a urgência de se aprimorar os cuidados dispensados ao paciente oncológico em termos de humanização. Nesse sentido, a comunicação desponta como um instrumento essencial na assistência à saúde. Então, o objetivo deste estudo foi identificar e compreender as formas de comunicação verbal e não-verbal dos pacientes oncológicos em cuidados paliativos buscando a sua compreensão para o delineamento da assistência. Para isso, foi realizada uma pesquisa bibliográfica de natureza exploratória, fundamentada em Gil (2007) e Bardin (2004). As fontes de análise constituíram-se de livros, periódicos, artigos científicos, teses e dissertações, consultadas no portal da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), que incluiu os sites de busca científica: LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), SciELO (Scientific Electronic Library Online), BDENF (Base de Dados de Enfermagem) e MEDLINE (Literatura Internacional em Ciências da Saúde). O aspecto analítico desta pesquisa foi fundamentado na análise de conteúdo de Bardin (2004) que se organiza em três etapas: a pré-análise; a exploração do material; e o tratamento dos resultados, a inferência e a interpretação. Os resultados confirmaram a importância de valorizar a comunicação verbal e, de forma especial, a não-verbal no relacionamento com o paciente oncológico em paliação, durante a consulta de enfermagem. E apontaram essencialidade da comunicação como instrumento do cuidado e como habilidade a ser adquirida pelo enfermeiro para qualificar e humanizar a prática da assistência em enfermagem.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/107852
Arquivos Descrição Formato
000670466.pdf (305.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.