Repositório Digital

A- A A+

Testemunho e transmissão : do excesso à produção de um saber

.

Testemunho e transmissão : do excesso à produção de um saber

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Testemunho e transmissão : do excesso à produção de um saber
Autor Lerner, Simone
Orientador Moschen, Simone Zanon
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Alteridade
Linguagem
Psicanálise
Transmissão
[en] Alterity
[en] Language
[en] Psychoanalysis
[en] Transmission
[en] Witnessing
Resumo O percurso desta tese partiu de uma inquietação, decorrente do encontro com um processo de trabalho no campo da clínica das psicoses, referente à necessidade de que algo (relacionado ao trabalho clínico com a psicose) ganhasse passagem. No campo de produções na cultura, delineou-se a questão da pesquisa: a articulação entre uma vivência da dimensão do excessivo e a subsequente necessidade de produzir uma perda no campo do Outro, por meio da produção de um saber, de algo endereçável. Perguntamo-nos sobre os efeitos desses encontros com o excessivo, quando o sujeito estaria na condição de testemunha de uma vivência alheia que lhe chegaria através de produções culturais (orais, escritas, imagéticas) deles decorrentes. Buscamos, na psicanálise freudo-lacaniana, as articulações teórico-conceituais para sustentar a formulação relativa à (re)inscrição da disjunção, que separa e coloca em relação (ao modo de uma torção, como a da Banda de Moebius) os campos do sujeito e do Outro, e que teria se suspendido em uma vivência do excesso. Refletindo sobre a produção de um saber, trabalhamos com as noções de experiência, testemunho, transmissão e endereçamento, tomando, além de elementos da literatura de testemunho e de fragmentos da criação de filmes, a produção do CD com livreto Minha Longa Milonga – 12 Canções para Keidânia, do artista porto-alegrense Claudio Levitan. O percurso da pesquisa nos permitiu concluir que haveria uma peculiaridade nessas produções, a saber, a força da dimensão de permanência com que são dotadas, no sentido de replicar, naquele que as receberia, tanto a vivência de um excesso, quanto a necessidade subsequente de fazer algo com isso, de seguir inventando palavras. Dessa forma, o circuito se recolocaria: um novo saber se produziria e assim sucessivamente, da forma como a cada um fosse possível tornar própria uma experiência, transmitindo-a.
Abstract The path to this thesis arose from a certain disquietude due to encountering a work process in the field of clinic of psychoses, referring to need that something (related to clinic work with psychoses) gain passage. In the field of cultural production, the focus of the research was delineated: the articulation between living in the dimension of the excessive and the subsequent need of producing a loss in the field of the Other, by creating knowledge, something addressable. We asked ourselves about these encounters with the excessive, when the subject is in a condition of witness of somebody else’s experience which they would receive through cultural productions (orally, in writing, in imagery). We search, in freudian lacanian psychoanalysis, the theoretical-conceptual articulations to support the formulation relative to the (re)inscription of the disjunction, that separates and puts the subject and the Other in relation (as in the twisting of a Möbius strip), and that was suspended in during the experience of the excess. Reflecting upon the production of knowledge, we work with the ideas of experience, bearing witness, transmission and addressing, taking elements from the literature and fragments of movie productions, and also from the production of the CD and Booklet “Minha Longa Milonga – 12 Canções para Keidânia” from the artist from Porto Alegre, Claudio Levitan. The route that this research took, allowed us to conclude that these productions bear a peculiarity, which is the power of the dimension of permanence that they possess, in the sense of replicating, in the one that receives them, not only the experience of an excess, but also the subsequent need of doing something with it, to continue inventing words. Then, the circuit is repositioned: a new knowledge is produced and so forth, making it possible to make an experience one’s own, and transmit it forward.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/107932
Arquivos Descrição Formato
000945226.pdf (1.356Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.