Repositório Digital

A- A A+

Síntese de blendas co-monoméricas radiopacas de aplicação odontológica

.

Síntese de blendas co-monoméricas radiopacas de aplicação odontológica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Síntese de blendas co-monoméricas radiopacas de aplicação odontológica
Autor Collares, Fabrício Mezzomo
Orientador Samuel, Susana Maria Werner
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Dentina
Materiais odontologicos : Adesivos
Materiais odontologicos : Avaliacao
[en] Dentinal adhesive
[en] Flexural strength
[en] FTIR
[en] Radiopacity
Resumo A radiopacidade dos materiais restauradores deve permitir distinguí-los da estrutura dental. Os adesivos dentinários normalmente, não possuem radiopacidade satisfatória a qual pode ser buscada com o acréscimo de substâncias que apresentem essa característica. Entretanto, esses materiais não devem interferir negativamente nas propriedades do polímero formado. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da adição de substâncias radiopacificantes em uma resina adesiva experimental nas propriedades do polímero. Uma resina adesiva experimental foi formulada com 50 % de Bis- GMA, 25 % TEGDMA, e 25 % HEMA, em peso, acrescido de Canforoquinona e EDAB (1% /mol). Para formar os grupos experimentais seis substâncias foram adicionadas à resina base: dióxido de titânio, óxido de bismuto, sulfato de bário, quartzo, dióxido de zircônio e trifluoreto de itérbio, em diferentes concentrações. A radiopacidade foi avaliada utilizando um sistema digital com placas de fósforo VistaScan (Dürr Dental GmbH & CO. KG, Bietigheim- Bissingen, Alemanha) sendo analisadas através do software DBSWIN 4.5, quanto a densidade radiográfica. As demais propriedades avaliadas foram: grau de conversão através de FTIR; resistência à flexão, baseada na normatização da ISO 4049/2010. Radiopacidade de resinas adesivas experimentais com ao menos 30% sulfato de bário ou óxido de bismuto ou 40% de zircônia apresentaram radiopacidade semelhante a 2mm de alumínio. Resinas adesivas com ao menos 20% de fluoreto de itérbio apresentaram radiopacidade satisfatória (2mm de Al) sem influenciar outras propriedades.
Abstract The radiopacity of restorative materials should be sufficient to allow the clinician to distinguish the material from normal and demineralized tissues. It is recognized that unfilled resin adhesives are radiolucent which could be reached with radiopaquing agents’ addition. The aim of this study is to evaluate, in an experimental adhesive resin, the influence of radiopaquing agents at polymer properties. A model adhesive resin was formulated with 50% of Bis-GMA, 25% of TEGDMA, 25% of HEMA in weight, and camphorquinone and EDAB (1%mol). The experimental groups were formed with addition of six radiopaquing agents: titanium dioxide, bismuth oxide, barium sulfate, quartz, zirconium, and ytterbium trifluoride at different concentration. The radiopacity was evaluated using an aluminum step-wedge and VistaScan (Dürr Dental GmbH & CO. KG, Bietigheim-Bissingen, Alemanha) phosphorous plates radiographs digital system and DBSWIN 4.5 software. The other properties evaluated were degree of conversion with FTIR and flexural strength, based at ISO 4049/2010. Radiopacity of model adhesive resins with at least 30% of barium sulfate or bismuth oxide or 40% of zircon showed no significant differences to 2mm of aluminum. Adhesive resin with at least 20% addition of ytterbium trifluoride presented satisfactory radiopacity (Al 2mm) without influencing other properties.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/107974
Arquivos Descrição Formato
000739515.pdf (1.032Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.