Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do texto infantil : descobertas e possibilidades

.

Avaliação do texto infantil : descobertas e possibilidades

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do texto infantil : descobertas e possibilidades
Autor Collato, Luísa Jacques
Orientador Fiss, Dóris Maria Luzzardi
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Especialização Alfabetização e Letramento nos Anos Iniciais da Escolarização.
Assunto Alfabetização
Avaliação
Desenvolvimento
Escrita
Porto Alegre (RS)
Texto
Resumo A alfabetização por meio de textos produzidos pelas crianças bem como sua análise são práticas que têm adquirido importância na área da educação de alguns anos para cá. Por este motivo, buscamos, nessa pesquisa, identificar e compreender estratégias e recursos na avaliação de textos infantis que podem ser mais produtivos para o desenvolvimento da escrita inicial da criança. Os objetivos que orientam o estudo podem ser assim enunciados: compreender como as práticas de avaliação do texto infantil auxiliam na aquisição da escrita, identificando a proposta de avaliação adotada por uma professora alfabetizadora face às diferentes hipóteses de escrita dos alunos e problematizando as relações estabelecidas – ou não – por ela entre as suas práticas de avaliação e o planejamento proposto. As análises foram embasadas em revisão de literatura sobre metodologias e estratégias de correção de texto segundo Luiz Carlos Cagliari e Maria Laura T. Mayrink-Sabinson. A pesquisa é de caráter qualitativo e envolve utilização de entrevista semiestruturada que foi endereçada a uma professora alfabetizadora que trabalha numa escola da rede privada localizada na zona norte de Porto Alegre. Os critérios para escolha desse sujeito de pesquisa foram dois: a realização de trabalhos com textos em sala de aula pela alfabetizadora e o conhecimento sobre a proposta político-pedagógica da escola em que ela atua. O enfoque de análise foi nos modos de “correção” das produções textuais dos alunos e sua compreensão a respeito dos papéis desempenhados pelos interlocutores adultos no período inicial de aquisição da escrita. Percebemos que a professora alfabetizadora acompanha o processo de aquisição de escrita de cada aluno de maneira processual e única, relacionando avaliação e planejamento de propostas de sala de aula. Além disso, o modo de agir da criança com a linguagem introduz modificações no modo de agir de seu interlocutor adulto, no caso em estudo aqui, quanto ao planejamento das ações a serem propostas em sala de aula de modo a que a criança desenvolva autonomia na escrita de textos coesos e coerentes. A avaliação, dessa forma, pode ser pensada como um trabalho para o qual a interação entre a criança e seu interlocutor é imprescindível, já que a aquisição da linguagem resulta tanto dessa interação quanto da atividade do sujeito na constituição dos sistemas linguísticos.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/107979
Arquivos Descrição Formato
000945841.pdf (1.529Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.