Repositório Digital

A- A A+

Desequilíbrios musculares entre flexores dorsais e plantares do tornozelo após tratamento conservador e acelerado da ruptura do tendão calcâneo

.

Desequilíbrios musculares entre flexores dorsais e plantares do tornozelo após tratamento conservador e acelerado da ruptura do tendão calcâneo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desequilíbrios musculares entre flexores dorsais e plantares do tornozelo após tratamento conservador e acelerado da ruptura do tendão calcâneo
Outro título Muscle imbalance between ankle dorsiflexors and plantarflexors after conservative and accelerated treatment of Achilles tendon rupture
Autor Mayer, Alexandre
Frasson, Viviane Bortoluzzi
Ott, Rafael
Fortuna, Rafael de Oliveira
Vaz, Marco Aurelio
Resumo A ruptura do tendão calcâneo (TC) reduz a sobrecarga mecânica dos flexores plantares (FP) do tornozelo. Essa alteração muda o equilíbrio natural entre os FP e flexores dorsais (FD) do tornozelo. O objetivo do estudo foi avaliar as razões isocinéticas concêntricas convencionais de torque de pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de ruptura aguda do TC após dois protocolos diferentes de reabilitação. Após procedimento cirúrgico para reconstrução do TC, a amostra foi dividida de forma intencional em dois grupos: conservador (GC, 11 homens, 41,3±7,9 anos) e grupo acelerado (GA, 13 homens, 43,5±13,7 anos). O GC permaneceu com imobilização gessada no tornozelo por seis semanas (tratamento tradicional), enquanto o GA usou uma órtese robofoot em posição neutra e, após duas semanas, iniciou mobilização e apoio precoce do tornozelo, com reabilitação por seis semanas. Após 3 meses de pós-operatório, a razão do torque concêntrico máximo dos FD pelos FP do tornozelo foi avaliada por dinamômetro isocinético. As razões de torque do lado operado se mantiveram superiores às do lado saudável mesmo após 3 meses de pós-operatório (p<0,05). Não foi encontrada diferença no equilíbrio muscular entre os grupos. Pode-se concluir que os dois grupos requerem um período mais longo de reabilitação para recuperar o equilíbrio natural do tornozelo no lado operado.
Abstract Achilles tendon rupture reduces ankle plantarflexor (PF) muscles mechanical overload. This change in the ankle joint mechanics changes the natural muscle balance between dorsiflexor (DF) and PF muscles. The purpose of this study was to assess such imbalance by concentric conventional isokinetic torque ratios of patients who underwent different rehabilitation protocols after surgical repair of the Achilles tendon. After surgery, subjects were assigned to either a conservative or to an accelerated rehabilitation group. The conservative group (11 men, 41.3±7.9 years old) remained with a plaster cast for 6 weeks after surgery. The accelerated group (13 men, 43.5±13,7 years old) used a “robofoot” cast for 2 weeks and underwent ankle mobilization and early weight bearing for a period of 6 weeks postimmobilization. At 3 months post-surgery the ratio between the maximal concentric DF torque and the maximal concentric PF torque was evaluated with an isokinetic dynamometer. Torque ratios on the surgery side were higher (p<0.05) than on the sound side in both groups. No differences of muscle balance could be found between the groups. These results suggest that both groups require further rehabilitation to regain the natural muscle balance between surgery-side ankle DF and PF muscles.
Contido em Fisioterapia e pesquisa. São Paulo. Vol. 17, n. 2 (abr./jun. 2010), p. 108-113
Assunto Músculo esquelético
Tendões
[en] Achilles tendon/injuries
[en] Muscle
[en] Rupture/rehabilitation
[en] Skeletal
[en] Torque
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/108128
Arquivos Descrição Formato
000758428.pdf (113.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.