Repositório Digital

A- A A+

Pedagogias que brotam da terra : um estudo sobre práticas educativas do campo

.

Pedagogias que brotam da terra : um estudo sobre práticas educativas do campo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pedagogias que brotam da terra : um estudo sobre práticas educativas do campo
Autor Bonamigo, Carlos Antônio
Orientador Ribeiro, Marlene
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Brasil
Educação do campo
Educação rural
Escola Estadual de Ensino Fundamental 29 de Outubro.
História da educação
Luta de classes
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.
Pontão (RS)
Rio Grande do Sul
Trabalhador rural
Resumo Em “Pedagogias que brotam da terra: um estudo sobre práticas educativas do campo”, identifico e analiso as práticas educativas existentes na Escola Estadual de Ensino Fundamental 29 de Outubro, combinadas com as práticas sociais do Assentamento 16 de Março, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, localizados em Pontão-RS. Os fundamentos teóricos e metodológicos desta pesquisa orientam-se pela concepção pedagógica que concebe o trabalho como princípio educativo e a educação como processo de formação humana em suas múltiplas dimensões em todos os tempos e espaços da existência. Objetivando a análise de práticas educativas do campo, oriento a investigação teórica em torno, inicialmente, das características determinantes da sociedade contemporânea, a fim de contextualizar a realidade do espaço rural, foco principal da pesquisa empírica. Em seguida reflito sobre a singularidade sociocultural dos camponeses, buscando encontrar, na multiplicidade dos sujeitos sociais do campo no Brasil, as características fundamentais da realidade construída pelos camponeses assentados. A construção de um conceito de educação, compreendida como práxis criadora e transformadora, antecede a identificação e a reflexão em torno das práticas educativas existentes no interior da Escola 29 de Outubro, combinadas com as práticas sociais do Assentamento 16 de Março. Apesar de constituir uma experiência singular, essas práticas educativas trazem em si uma potencialidade educativa que vai muito além de suas circunstâncias, uma vez que articula dimensões que na tradicional educação rural estavam distantes e dicotomizados. Ao vincular-se às práticas sociais dos trabalhadores do campo e aos movimentos sociais de luta pela terra, a Escola 29 de Outubro, através de seus sujeitos, dá novos significados ao processo de construção e socialização do conhecimento e novos contornos em sua relação com a realidade social, constituindo experiências humanizadoras e, por isso, profundamente educativas.
Abstract In “Pedagogias que brotam da terra: um estudo sobre práticas educativas do campo”, I identified and analyzed the educational practices existent in the “October 29” State High School, combined with the social practices of the March 16 “Establishment, of the Rural Workers Without Land Movement”, located in Pontão-RS. The theoretical and methodological foundations of this research are guided by the pedagogic conception that conceives the work as educational principle and education process for human formation in its multiple dimensions, considering all times and spaces of the existence. Aiming at the analysis of educational practices, I guide the theoretical investigation focusing on the determinant characteristics of the contemporary society, in order to contextualize the reality of the rural space, which was the focus of the empiric research. After that, I contemplate about the farmers’ sociocultural singularity, looking for to find, in the multiplicity of the social subjects of the field in Brazil, the fundamental characteristics of the reality built by the seated farmers/peasant. The concept of education construction, understood as creative and changeful, precedes the identification and the reflection around the existent educational practices inside the October 29 School, combined with the social practices of the March 16 Establishment. In spite of constituting a singular experience, those educational practices bring an educational potentiality that goes beyond their circumstances, since they articulate dimensions that in the traditional rural education were distant and dichotomized. When linking the workers’ social practices and the social movements of fight for the land, the October 29 School, through its subjects, gives new meanings to the construction process and knowledge socialization and new outline in its relationship with the social reality, constituting human experiences and, for that, deeply educational.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10828
Arquivos Descrição Formato
000601503.pdf (9.597Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.