Repositório Digital

A- A A+

A construção das identidades profissionais de quatro professores de educação física iniciantes da Rede Municipal de Educação de Novo Hamburgo/RS

.

A construção das identidades profissionais de quatro professores de educação física iniciantes da Rede Municipal de Educação de Novo Hamburgo/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A construção das identidades profissionais de quatro professores de educação física iniciantes da Rede Municipal de Educação de Novo Hamburgo/RS
Autor Kaefer, Rita de Cássia Lindner
Orientador Bossle, Fabiano
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Educação física : Professor
Educação física escolar
Etnografia
Professor
Profissionais
[en] Ethnographic cases studies
[en] Physical education teacher beginner
[en] Professional identities
[es] Estudio de casos etnográficos
[es] Identidades profesionales
[es] Profesor de educación física principiante
Resumo Neste estudo tem-se o objetivo de compreender de que modo quatro professores de Educação Física iniciantes constroem suas identidades profissionais em quatro escolas da Rede Municipal de Educação de Novo Hamburgo/RS, adotando-se como opção metodológica o estudo de caso etnográfico. Essa metodologia considera cada caso como um caso a ser estudado, entendendo aspectos que podem ser semelhantes a outros casos e particulares ao próprio, pelo viés da etnografia, considerando a particularidade de cada escola e suas diferentes culturas escolares. Os instrumentos de coleta das informações foram a observação participante, os registros em diário de campo, os diálogos, as entrevistas semiestruturadas e a análise de documentos. O trabalho de campo ocorreu no período de janeiro a dezembro de 2013. Na compreensão do tema de estudo foram aprofundados conceitos-chave: conceito de identidades, identidades docentes, identidades docentes em Educação Física e sobre o professor iniciante, entendendo-se que a construção das identidades profissionais dos professores ocorre desde o reconhecimento de seu percurso e sua história. O estudo de casos etnográficos permitiu compreender que as identidades profissionais desses docentes carregam elementos de seus percursos de vida, de suas experiências sociais experimentadas no período da infância e adolescência transportando-se para suas práticas nas escolas. Esses docentes iniciantes viveram situações em seus cotidianos nas escolas que os convocavam a adotar estratégias para sobreviver a toda a demanda que lhes era exigida. A perspectiva de olhar para cada caso como um caso de estudo considera o percurso do indivíduo, sua história, o que o levou a estar naquele lugar, naquela escola e a fazer o que faz. Para compreender a construção da identidade profissional dos professores de Educação Física iniciantes é importante considerar que o processo de formação não está vinculado apenas aos cursos de formação profissional, pois os estudantes de EF já possuem uma formação na condição de estudantes da Educação Básica e transportam para a formação inicial algumas de suas crenças e valores. Nesse sentido as crenças ou as representações de docência podem ser tão fortes que a formação profissional nos cursos de graduação não as transforma por completo. Outro achado de destaque nas considerações transitórias desse estudo diz respeito à condição de professores em trânsito. Um dos casos de estudo apresentados refere-se a um docente, residente na região metropolitana de Porto Alegre, cujo primeiro local de trabalho, na qualidade de professora de Educação Física, é a cidade de Novo Hamburgo, RS. Iniciar na carreira e em outra cidade, com uma cultura diferente da que já se conhece, foi um desafio para essa professora. Reconhecer que estava em outra cultura e, portanto, ser convocada desde os primeiros dias na escola a organizar suas práticas considerando o contexto em que estava atuando, foi marcante na construção de sua identidade docente em Educação Física. Os estudos de casos etnográficos partem, portanto, de uma perspectiva para entender cada caso como um caso de estudo, considerando o percurso dos sujeitos pequisados e sua relação com a cultura de cada escola. Descrever como cada sujeito se constrói docente, estando ele imerso em uma cultura escolar, implica esforço para tentar traduzir o fenômeno observado a fim de que contribua para a transformação também daquele que o lê, conferindo novos significados a uma compreensão ampliada sobre a formação de professores.
Abstract This dissertation goals to understand how four physical education teachers beginners construct their professional identities in four schools in the Municipal Education Network Novo Hamburgo / RS. To this end, I adopted as a methodological option the study of ethnographic cases with four physical education teachers of beginners. This methodology considers each case as a case to be studied, understood aspects that may be similar to other cases and particular to the case itself, the ethnography of bias, considering the particularity of each school and its different school cultures. The instruments for data collection were participant observation, records in a field diary, the dialogues, the semi-structured interviews and document analysis. The fieldwork lasted from January 2013 to December 2013. Understanding In the subject of study delved key concepts such as the concept of identities, teacher identities, teacher identities in physical education teacher and the beginner, understanding that the construction of professional identities of teachers occurs from the recognition of his journey, about their history. The study of ethnographic cases allowed professionals to understand that the identities of these teachers carry elements of their life trajectories, their social experiences experienced during childhood and adolescence transporting to their practices in schools. These novice teachers experienced situations in their daily lives in schools that summoned them to adopt strategies to survive all the demand that was required. The prospect of looking at each case as a case study considers the route of the individual, its history, which led him to be in that place at that school and doing what you do. To understand the construction of the professional identity of teachers of Physical Education beginners is important to consider that the training process is something that is not tied solely to vocational training, for Physical Education students already have training provided students of Basic Education and carrying for initial training, some of their beliefs and values. In this sense the beliefs or representations of teaching these Physical Education teachers may be so strong that vocational training in undergraduate programs do not completely transforms. Another finding of transitional considerations highlighted in this study relates to the condition of teachers in transit. I learned this idea from one of the case study presented, where one of the teachers live in the metropolitan area of Porto Alegre, the first place to see your work as a Physical Education teacher in the city of Novo Hamburgo. Log in career and in another city with a different culture is already known, was presented as a challenge to this teacher. Recognize that was in another culture and therefore be called from the earliest days in school to organize their practices considering the context in which it was operating, was remarkable in building their professional identity in Physical Education.
Resumen Este estudio tiene por objetivo comprender cómo cuatro profesores de Educación Física construyen sus identidades profesionales en cuatro escuelas de la red de educación del Ayuntamiento de Novo Hamburgo/RS, adoptándose como opción metodológica el estudio de caso etnográfico.. Esta metodología considera cada caso como un caso a ser estudiado, entendiendo aspectos que pueden ser parecidos a otros casos y en particular al propio, a través de la orientación etnográfica, considerando la particularidad de cada escuela y sus diferentes culturas escolares. Los instrumentos de recogida de informaciones fueran la observación participante, los registros en diario de campo, los diálogos, las entrevistas semi-estructuradas y el análisis de documentos. El trabajo de campo se ha desarrollado en le período de enero de 2013 hasta diciembre de 2013. En la comprensión del tema de la investigación, fueran profundizados conceptos clave: concepto de las identidades, de las identidades docentes, de las identidades docentes en Educación Física y sobre el profesor principiante, entendiéndose que la construcción de las identidades profesionales de los profesores ocurre desde el reconocimiento de su trayecto y de su historia. El estudio de casos etnográficos ha permitido comprender que las identidades profesionales de estos docentes llevan elementos de sus historias de vida, de sus experiencias sociales vividas en la niñez y adolescencia que son transferidas para sus prácticas en las escuelas. Estos docentes principiantes han vivido situaciones en sus cotidianos escolares que les convoca a adoptar estrategias para sobrevivir a toda la demanda que se les era exigida. La perspectiva de ver cada caso como un caso de estudio considera el trayecto de la persona, su historia, lo que le ha llevado a estar en ese lugar, en esa escuela y hacer lo que hace. Para comprender la construcción de la identidad profesional de los profesores de Educación Física principiantes es importante tener en cuenta que el proceso de formación no está vinculado exclusivamente a los ambientes de formación profesional, pues los estudiantes de Educación Física ya han construido una formación como estudiantes de la Educación Básica y, por lo tanto, transportan para la formación inicial de profesores, algunas de sus creencias y valores. En este sentido, las creencias o las representaciones de docencia de esos profesores de Educación Física pueden ser tan fuertes que la formación profesional en los programas de formación de profesores no las transforma completamente. Otro hallazgo importante en la investigación se refiere a la condición de profesores en tránsito. Uno de los estudios presentados se refiere a una docente, que vive en el área metropolitana de Porto Alegre, cuyo primer puesto de trabajo como profesora de Educación Física, es la ciudad de Novo Hamburgo. Entrar en la carrera y en otra ciudad, con una cultura diferente de la que ya se conoce, fue un reto a esa docente. Reconocer que estaba en otra cultura y, por lo tanto, ser convocada desde los primeros días en la escuela a organizar sus prácticas considerando el contexto en que estaba enseñando, fue importante en la construcción de su identidad docente en Educación Física. Los estudios de casos etnográficos parten de una perspectiva para entender cada caso como un caso de estudio, considerando el trayecto de los sujetos investigados y su relación con la cultura de cada escuela. Describir como cada sujeto se construye docente, estando inmerso en una cultura escolar, implica esfuerzo para intentar traducir el fenómeno observado con el fin de que contribuya, también, para la transformación de la persona que lo lee, conferiendo nuevos significados para una comprensión ampliada sobre la formación de profesores.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/108401
Arquivos Descrição Formato
000948088.pdf (1.839Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.