Repositório Digital

A- A A+

Atividade antibacteriana in vitro e in sito de Allium tuberosum - Rottler ex sprengl (alho "nirá" ou alho "japonês", "jiucai" ou alho "chinês") - liliaceae - sobre agentes de toxinfecções alimentares.

.

Atividade antibacteriana in vitro e in sito de Allium tuberosum - Rottler ex sprengl (alho "nirá" ou alho "japonês", "jiucai" ou alho "chinês") - liliaceae - sobre agentes de toxinfecções alimentares.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Atividade antibacteriana in vitro e in sito de Allium tuberosum - Rottler ex sprengl (alho "nirá" ou alho "japonês", "jiucai" ou alho "chinês") - liliaceae - sobre agentes de toxinfecções alimentares.
Autor Araújo, Cristina Dias
Orientador Wiest, Jose Maria
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Alho
Atividade antibacteriana : Plantas
Plantas medicinais
Toxinfeccao alimentar
Usos terapêuticos
[en] Allium tuberosum
[en] Antibacterial activity
[en] Vegetal condiments
Resumo Buscou-se identificar e comparar a atividade antibacteriana do extrato alcoólico de três acessos de Allium tuberosum - Rottler ex Sprengl – Liliaceae - originários da região metropolitana de Porto Alegre/RS frente a agentes de toxinfecções alimentares, especificamente: Staphylococcus aureus (ATCC 25.923), Enterococcus faecalis (ATCC 19.433), Salmonella Enteritidis (ATCC 11.076) Escherichia coli (ATCC 11.229). Inicialmente, in vitro, através de Teste de Diluição, por meio de Sistema de Tubos Múltiplos e o emprego de desinibidores bacterianos, determinou-se a Intensidade da Atividade de Inibição Bacteriana (IINIB) e a Intensidade de Atividade de Inativação Bacteriana (IINAB), revelando-se capacidades seletivas sobre os diferentes inóculos Gram-negativos, que atingiram inibição e inativação máximas e permanentes para Salmonella às 48 horas de confrontação inóculo/extrato, e às 72 horas de confrontação para Escherichia coli, respectivamente. As bactérias Gram-positivas ( Staphylococcus e Enterococcus) apresentaram resistência total nas diferentes confrontações. Não houve diferença significativa na atividade antibacteriana das três amostras de alho em estudo. Em um segundo momento, para um dos acessos de alho, através de Teste de Suspensão, determinou-se IINAB em duas simulações de preparação alimentar, requeijão cremoso e caldo de carne, condimentados com alho nirá, respectivamente. No modelo requeijão, E.coli mostrou-se completamente resistente em concentrações finais de 103, 104 e 105 U.F.C./mL, estas imediatamente acima da concentração máxima tolerada pela legislação brasileira, em três tempos de confrontação (24, 48, 72 horas), nas concentrações finais do extrato alcoólico de 10, 20 e 30 %, atendendo à legislação quanto à padrão de identificação e qualidade deste alimento. No caldo de carne, na concentração constante de 50 % de planta originalmente verde, Salmonella foi inativada totalmente na concentração de 105 U.F.C./mL já às 24 horas de confrontação, enquanto Escherichia atingiu este patamar às 48 horas de confrontação,Comenta-se, outrossim, o significado da inibição bacteriana demonstrada, relacionada à preditividade dos resultados de diagnóstico bacteriológico em protocolos de investigação de surtos toxinfectivos alimentares.
Abstract It was looked for to identify and to compare the antibacterial activity of the alcoholic extract of three accesses of Allium tuberosum - Rottler ex Sprengl - Liliaceae - original from Porto Alegre (RS/BR) metropolitan area, confronted to alimentary toxic infections agents, specifically: Staphylococcus aureus (ATCC 25.923), Enterococcus faecalis (ATCC 19.433), Salmonella Enteritidis (ATCC 11.076) Escherichia coli (ATCC 11.229). Initially, in vitro, through Test of Dilution, System of Multiple Tubes and the use of bacterial uninhibitors, was determined the Intensity of the Activity of Bacterial Inhibition (IINIB) and the Intensity of Activity of Bacterial Inactivation (IINAB), being revealed selective capacities on the different Gram-negative inoculums, that reached inhibition and maximum and permanent inactivation for Salmonella at 48 hours of confrontation inoculum/extract, and 72 hours of confrontation for Escherichia coli. The Gram-positive bacteria (Staphylococcus and Enterococcus) presented total resistance in the different confrontations. There was not significant difference in the antibacterial activity of the three accesses of garlic in study. Subsequently, for one of the samples of garlic, through Test of Suspension, was determined IINAB in alimentary simulation of creamy cheese seasoned with alcoholic extract in final concentration of 10, 20 and 30%, assisting to the legislation as for to identification pattern and quality of this food; as well as in simulation of alimentary preparation of bouillon, with the plant recently picked, in the final concentration of 50%. In the model creamy cheese, E.coli was shown completely resistant in final concentrations of 103, 104 and 105 U.F.C./mL, these immediately above the maximum concentration tolerated by the Brazilian legislation, in three times of confrontation (24, 48, 72 hours), in all of the final concentrations of the alcoholic extract. In the conditions of the simulated bouillon, Salmonella was totally inactivated in the concentration of 105 U.F.C./mL already at 24 hours of confrontation, while Escherichia reached this point at 48 hours of confrontation. Is commented, likewise, the meaning of the demonstrated bacterial inhibition, related to the prediction of the results of bacteriological diagnosis in protocols of alimentary toxic infective outbreaks investigation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10842
Arquivos Descrição Formato
000602593.pdf (308.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.