Repositório Digital

A- A A+

Caracterização da purga da torre de resfriamento de uma indústria petroquímica e propostas de tratamento

.

Caracterização da purga da torre de resfriamento de uma indústria petroquímica e propostas de tratamento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização da purga da torre de resfriamento de uma indústria petroquímica e propostas de tratamento
Autor Zen, Barbara Potrich
Orientador Feris, Liliana Amaral
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia
Resumo As Licenças Ambientais de Operação das empresas possuem condicionante para os Padrões de Emissão de efluente, estabelecendo limites de carga e concentração, os quais devem ser atendidos, sendo o seu descumprimento sujeito a penalidades. Nesse contexto, observa-se a dificuldade que algumas empresas do Polo Petroquímico de Triunfo têm para atingir os limites de alguns parâmetros do efluente. A fim de conhecer a origem do problema, estudos estão sendo realizados no sentido de verificar se os parâmetros excedentes são ocasionados pela alta concentração dos compostos na água captada do Rio Caí. No presente trabalho, a empresa em estudo, localizada no Polo de Triunfo, encaminha a purga da torre de resfriamento para ser tratada como efluente orgânico devido a condições próprias de processo. Assim, o objetivo deste trabalho consiste em estudar as correntes que alimentam a torre de resfriamento, caracterizar a corrente de purga da torre, buscando compreender de que forma ela contribui para os excedentes dos parâmetros do efluente orgânico. Ainda, com base nos dados analisados, técnicas alternativas de tratamento são propostas visando enquadrar os limites de carga da licença de operação. Com essa finalidade foram realizadas avaliações dos laudos de monitoramento diário de efluentes da empresa e selecionados os parâmetros problema: nitrato, nitrogênio amoniacal, nitrogênio total Kjeldhal, sulfato, cloreto, fosfato, cianeto e sólidos dissolvidos totais. Amostras do efluente e das correntes relacionadas à torre de resfriamento foram coletadas e encaminhadas para análises laboratoriais. A partir dos resultados calculou-se a carga diária dos poluentes estudados em cada corrente, a fim de verificar a sua contribuição para a composição do efluente. Verificou-se que a contribuição da purga para carga de efluente é alta, ficando em 83 % para o nitrato e variando de 39% a 62% para os demais parâmetros. Os resultados para nitrogênio amoniacal e cianeto não permitiram chegar a uma conclusão dos comportamentos dos mesmos. Realizou-se também uma análise que relaciona os dias de alta vazão de efluente, considerada acima de 350 m³/dia, com as ocorrências de excedentes de limites, buscando verificar se os volumes de chuva podem ocasionar falhas na determinação da carga de poluentes no efluente. Os índices obtidos mostraram que 73% dos dias que apresentaram ocorrências foram dias com vazões elevadas, indicando a possibilidade de a hipótese ser verdadeira. Entretanto, como os registros de precipitações pluviométricas não foram considerados na análise, torna-se necessários monitoramentos mais detalhados para confirmar os resultados. As técnicas propostas para tratamento da purga foram adsorção em carvão ativado com superfície quimicamente tratada e ultra/nanofiltração utilizando membranas novas ou membranas descartadas do processo de desmineralização de água por osmose inversa. Estas técnicas são apontadas nas literaturas como grande potencial para remoção dos contaminantes estudados neste trabalho.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/108446
Arquivos Descrição Formato
000946080.pdf (1.202Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.