Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do déficit bilateral em contrações isométricas dos extensores de joelhos

.

Avaliação do déficit bilateral em contrações isométricas dos extensores de joelhos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do déficit bilateral em contrações isométricas dos extensores de joelhos
Outro título Evaluation of bilateral deficit in isometric contractions of the knee extensors
Autor Pinto, Ronei Silveira
Botton, Cíntia Ehlers
Kuckartz, Bruno Tomasi
Lima, Claudia Silveira
Moraes, Antonio Carlos de
Bottaro, Martim
Resumo O treinamento de força tem sido referido como uma importante ferramenta para o incremento e a manutenção da saúde. Os exercícios que compõem um programa de treino podem ser executados em condição unilateral ou bilateral. Alguns estudos têm apresentado valores mais reduzidos de produção de força e sinal eletromiográfico em condições bilaterais do que o somatório desses valores em condições unilaterais. Essa diferença na produção de força, bem como no sinal eletromiográfico é denominada déficit bilateral. O objetivo do presente estudo foi avaliar a produção de força e a atividade eletromiográfica dos músculos reto da coxa e vasto lateral no exercício de extensão isométrica de joelhos, nas condições unilateral e bilateral. A amostra foi constituída de 10 indivíduos do sexo masculino, com idades entre 18 e 30 anos, não praticantes de treinamento de força. Foram registrados os valores de força e atividade elétrica com a utilização de uma célula de carga e eletrodos de superfície, respectivamente, no teste isométrico de extensão de joelhos (120º). Os resultados apontaram valores maiores (p<0,05) para a produção de força e sinal eletromiográfico na condição unilateral do exercício, reportando um déficit bilateral tanto na força como na atividade eletromiográfica. Estes resultados sugerem que o treino unilateral promove maior estímulo muscular, constituindo-se como uma importante estratégia a ser utilizada na prescrição dos exercícios de força.
Abstract Strength training has been reported as an important tool for enhancing and maintaining health. Resistance exercises can be executed unilaterally or bilaterally. Some studies have reported lower strength and electromyography (EMG) signal values in bilateral conditions than the sum of these values in unilateral conditions. This difference in strength and EMG is called the bilateral deficit. The aim of this study was to evaluate the strength and EMG activity of the rectus femoris and vastus lateralis during unilateral and bilateral isometric knee extension. The sample consisted of 10 non-resistance trained males aged 18 to 30 years. Strength and EMG were recorded through use of a load cell and surface electrodes, respectively. A 120° knee extension was used for the isometric knee extension test. The results showed significantly higher values for strength and EMG signal (p <0.05) in unilateral conditions, as well as bilateral deficit in both strength and EMG signal. These results suggest that unilateral training promotes greater muscle stimulation, and can thus represent an important strategy to be used in the prescription of strength training exercises.
Contido em Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano. Vol. 14, n. 2 (2012), p. 202-211.
Assunto Cinesiologia aplicada
Eletromiografia
Força muscular
[en] Bilateral deficit
[en] Electromyography
[en] Muscle strength
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/108513
Arquivos Descrição Formato
000850855.pdf (625.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.