Repositório Digital

A- A A+

Análise de custo-efetividade do programa nacional de rastreamento para diabetes mellitus no Brasil

.

Análise de custo-efetividade do programa nacional de rastreamento para diabetes mellitus no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de custo-efetividade do programa nacional de rastreamento para diabetes mellitus no Brasil
Autor Toscano, Cristiana M.
Orientador Schmidt, Maria Inês
Co-orientador Duncan, Bruce Bartholow
Polanczyk, Carisi Anne
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas : Epidemiologia.
Assunto Brasil
Diabetes mellitus
Programas nacionais de saúde
[en] Cost and cost analysis
[en] Costeffectiveness
[en] Screening
[en] Type 2 diabetes mellitus
Resumo Introdução: O diabetes mellitus (DM) é uma condição prevalente, de alto custo e associada a várias complicações. Apesar dos potenciais benefícios do rastreamento para DM em indivíduos de alto risco, o rastreamento ainda é controverso. Em 2001, o Brasil realizou um programa Nacional de rastreamento para DM, convidando todos os indivíduos a partir dos 40 anos de idade a participar. Objetivos: Este estudo tem como objetivos descrever a implementação do programa de rastreamento; estimar sua efetividade e impacto populacional; estimar o custo por caso de DM diagnosticado; e avaliar o custoefetividade da estratégia de rastreamento. Métodos: Foi construído um modelo de decisão analítico. Os parâmetros para a fase de rastreamento foram estimados a partir de dados do Ministério da Saúde e estudo de seguimento de uma amostra de 90,106 participantes do rastreamento. As etapas de diagnóstico e vinculação de casos de DM aos serviços de saúde foram avaliadas em uma sub-amostra de 4,906 indivíduos com rastreamento positivo. Custos do programa e custos do DM foram estimados (em R$, US$ e Int$ para o ano de 2001). Para a análise de custo-efetividade, o modelo de decisão analítico foi incorporado a um modelo de Markov de progressão do DM.Foram estimados os custos e benefícios (em anos de vida salvos e anos de vida ajustados para qualidade - AVAQ) durante toda a vida para cada caso de DM. Fontes adicionais de dados incluíram dados de inquéritos nacionais, DATASUS, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e literatura. O horizonte de análise foi da vida toda e assumiu a perspectiva do Sistema Único de Saúde (SUS). Não foram considerados custos de perda de produtividade. Taxa de desconto de 5% foi aplicada aos custos e benefícios futuros. Foi calculada a razão de custoefetividade adicional do rastreamento populacional, comparado à ausência de programa de rastreamento. Resultados: Dos 22.069.095 de testes de rastreamento realizados, 3.417.106 resultaram positivos. Foi estimado que aproximadamente 346 mil novos casos de DM foram diagnosticados e 320 mil novos casos foram incorporados ao SUS. Foi necessário rastrear 64 indivíduos para diagnosticar 1 caso de DM. O custo total federal do programa de rastreamento foi de R$39 milhões (US$16,5 milhões; Int$50 milhões). O custo porcada caso de DM diagnosticado foi de R$136 (US$58; Int$175). A razão de custo-efetividade do programa de rastreamento foi estimada em R$ 15.216 (US$ 6.475; Int$ 19.608) por ano de vida salvo ou R$ 14.164 (US$ 6.027; Int$ 18.252) por AVAQ. Conclusões: O programa de rastreamento realizado no Brasil foi uma iniciativa inédita, efetivo na mobilização de municípios e da população. Apesar dos altos custos, o custo por caso de DM diagnosticado foi inferior ao relatado por outros países. A razão de custo-efetividade foi semelhante à estimada por simulações do rastreamento seletivo em indivíduos de alto risco. Considerando evidências recentes de efetividade do tratamento precoce na redução de complicações e mortalidade por DM, análises de sensibilidade deverão ser realizadas considerando a variação destes parâmetros. Estes resultados são importantes para tomadores de decisão, em especial em países considerando estratégias de rastreamento para DM.
Abstract Introduction: Diabetes mellitus (DM) is a common and costly disorder associated with major complications. Despite the rationale for screening high-risk individuals, direct evidence on the effectiveness of diabetes population screening has not been demonstrated. In 2001 Brazilian citizens aged 40 or older were invited to participate in a nationwide population screening program for DM. Objectives: The objectives of this study are to evaluate the initial impact of the program, estimate the cost per DM case diagnosed, and conduct a cost-effectiveness analysis of the Brazilian nationwide screening program considering lifetime disease progression. Methods: A decision analytic model with a screening phase and a diagnostic phase was developed. Model parameters considered data from National screening program and from a follow-up study of 90,106 screenees. To describe the actions taken for positive screenees, a sub-sample of 4,906 positive screenees was actively followed up through home interviews. Program cost data (in R$, US$ and Int$ considering 2001 exchange rates) and disease costs were estimated. For the cost-effectiveness analysis, the decision analytic model was incorporated into a Markov model of DM disease progression. Lifetime costs and benefits for individuals newly diagnosed with DM were estimated. Additional sources of data included national registries, surveys, and data from the literature. The analysis considered the health care system perspective and lifetime horizon. Productivity losses were not considered. Discount rate of 5% was considered in the base-case analysis.The incremental cost-effectiveness ratio was estimated comparing screening program with no screening program. Results: Of a total of 22,069,905 tests performed, an estimated 3,417,106 were positive. Approximately 345,000 new DM cases were diagnosed, and 320,000 were incorporated into the healthcare system. The number of screening tests needed to detect one case of DM was 64. Total screening program costs were R$ 39 million (US$ 16.5 million or Int$ 50 million). The cost per new DM case diagnosed was R$ 136 (US$ 58 or Int$ 175). Results were sensitive to proportion of individuals returning for diagnostic confirmation. Compared with no screening, the incremental cost for population screening was estimated as R$ 15,261 (US$ 6,475; Int$ 19,608) per life-year saved, and R$ 14,164 (US$ 6,027; Int$ 18,252) per QALY. Conclusions: This pioneering nationwide population-based screening conducted through primary healthcare services was effective in mobilizing municipalities andpopulation. Despite significant overall costs, cost per new DM case diagnosed was lower than described by other countries. Cost-effectiveness ratios of the Brazilian Nationwide population screening program incorporating long-term disease management are similar to those estimated for selective screening of high risk population based on modeling studies. Considering recent evidence on effectiveness of DM treatment in reducing complications and mortality, sensitivity analysis should be conducted considering different parameter estimates. These data provides invaluable information for decision makers, especially to other countries planning screening programs for early diagnosis of DM.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10854
Arquivos Descrição Formato
000602429.pdf (959.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.