Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da quitosana e da fécula de mandioca, aplicada em pós-colheita no recobrimento de maçãs

.

Avaliação da quitosana e da fécula de mandioca, aplicada em pós-colheita no recobrimento de maçãs

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da quitosana e da fécula de mandioca, aplicada em pós-colheita no recobrimento de maçãs
Outro título Evaluation of chitosan and cassava starch, applied in postharvest apples when coating
Autor Castañeda, Leticia Marisol Flores
Orientador Bender, Renar João
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Conservação
Maçã
Pós-colheita
Qualidade
Resumo A produção de maçãs no Brasil nas últimas décadas apresentou grandes aumentos. O país passou a abastecer todo o mercado interno e aproveitou oportunidades para exportar parte de sua produção. Procurando uma alternativa para minimização os problemas de perdas na pós – colheita, tem-se intensificado os estudos nos revestimentos biodegradáveis, utilizados para revestir os alimentos. As coberturas comestíveis à base de quitosana e fécula de mandioca tem sido uma alternativa ao controle das alterações na pós - colheita, responsáveis pela perda de qualidade dos frutos. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do uso de revestimento comestível à base de quitosana, nas concentrações de 1 % e 2 % na conservação de maçãs cv. Fuji em diferentes temperaturas (0 ˚C e 20 ˚C) e períodos (5, 10 e 15 dias), e revestimento à base de quitosana e fécula de mandioca nas concentrações de 1 % e 2% respectivamente,na conservação de cv. Gala em diferentes períodos (5, 10, 15 e 20 dias) e juntamente avaliar a disposição do recobrimento sobre estas cultivares através de eletromicrografias de varredura (MEV). O uso da solução de quitosana, indiferente da concentração, em maçãs cv. Fuji armazenadas a 0 ºC manteve a qualidade das maçãs. As concentrações 1 e 2 % foram efetivas na redução da perda de massa fresca e da incidência de podridões. As maçãs recobertas com solução na concentração de 2 % apresentaram melhor aparência provendo mais brilho no fruto e mantendo o teor de ácido ascórbico, a acidez titulável, a cor vermelha e o teor de sólidos solúveis. A aplicação de solução de quitosana e fécula de mandioca formou uma camada protetora homogênea nas maçãs, o que foi constatada através de eletromicrografias de varredura. Observou-se que as maçãs revestidas com solução de quitosana na concentração de 1 % e fécula de mandioca na concentração de 2 % proporcionaram as amostras uma superfície mais clara. Os sólidos solúveis, a acidez total titulavel sofreu uma diminuição gradual com o passar do período de armazenamento, em todos os tratamentos. A perda de massa fresca foi menor nos tratamentos de recobrimento a base de quitosana na concentração de 2 %, e nos frutos recobertos com fécula de mandioca nas concentrações de 1 % e 2 %, também foi observado pequena incidência de podridões.
Abstract The apple production in Brazil in recent decades showed large increases. The country started to supply the entire domestic market and seized opportunities to export part of its production. Looking for an alternative to the problems of minimizing losses along the post-harvest chair has intensified studies on biodegradable coatings used to coat foods. The edible chitosan-based and cassava starch are coverages alternatives to the control of post-harvest changes, responsible for fruit quality losses. This study to evaluate the effect of intended the use of an edible coating based on chitosan at concentrations of 1 % on 2 % on the conservation of apples cv. Fuji at different temperatures (0 ˚ C on 20 ˚ C) and for different storage times (5, 10 on15 days ). Chitosan -based and cassava starch coating at concentrations of 1% on 2 %, respectively, ware tested on cv. Gala apples at different times ( 5 , 10 , 15 on 20 days ) coverage on these cultivars through electron micrographs (SEM ) was as well detesmined. The use of chitosan solutions, regardless of the concentration on cv. Fuji apples stored at 0 ° C maintained quality of the apples. The 1 and 2 % concentrations were effective in reducing fresh weight losses and decay incidence. Apples covered with solution at a concentration of 2 % had improved appearance more brightness the fruit and maintained the ascorbic acid content, titratable acidity, the red color and soluble solids contents. The application of chitosan solution and cassava starch formed a homogeneous protective layer on apples, which apples coated with chitosan solution at the concentration of 1% and cassava starch at a concentration of 2% presented clear surface. The soluble solids to titratable acidity underwent a gradual decrease over the storage period in all treatments. The loss of weight was lower with the coating based on chitosan at 2% concentration treatments, and coated with cassava starch at concentrations of 1 % and 2 % fruits, too little rot incidence was observed.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/108580
Arquivos Descrição Formato
000948958.pdf (2.184Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.