Repositório Digital

A- A A+

Malnourished patients on hemodialysis improve after receiving a nutritional intervention

.

Malnourished patients on hemodialysis improve after receiving a nutritional intervention

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Malnourished patients on hemodialysis improve after receiving a nutritional intervention
Outro título Pacientes desnutridos em hemodiálise melhoram após receber intervenção nutriciona
Autor Calegari, Adaiane
Barros, Elvino José Guardão
Veronese, Francisco José Veríssimo
Thomé, Fernando Saldanha
Resumo Introdução: A desnutrição é multifatorial e modificável por intervenção nutricional. O objetivo do presente estudo foi avaliar o impacto de uma intervenção sobre o estado nutricional de pacientes desnutridos em hemodiálise e a aceitação deles de um suplemento nutricional não-industrializado. Métodos: 18 pacientes foram estudados, selecionados de uma avaliação nutricional prévia, na qual o risco nutricional foi definido como: avaliação subjetiva global > 15 mais um critério de desnutrição. As variáveis avaliadas foram: parâmetros antropométricos, avaliação subjetiva global, inquérito alimentar, teste de caminhada de seis minutos, qualidade de vida (SF-36) e exames bioquímicos. Os pacientes foram randomizados para Grupos Controle ou Intervenção. O Grupo Intervenção recebeu suplementação dietética durante a diálise, contendo 355 calorias, preparada com ingredientes simples. Depois de três meses, indivíduos do Grupo Controle e pacientes adicionais considerados em risco nutricional receberam a mesma intervenção. Os Grupos Controle e Intervenção foram comparados após três meses, e os pacientes foram analisados antes e após a intervenção. Resultados: Quinze homens e três mulheres, com idades entre 56,4 ± 15,6 anos, nove em cada grupo, foram estudados. O Grupo Intervenção mostrou melhora na avaliação subjetiva global (p = 0,04). Houve diferenças nos domínios desempenho físico e dor do SF- 36, com melhora no Grupo Intervenção e piora no Grupo Controle (p = 0,034 e p = 0,021). Comparações entre antes e depois da intervenção nos pacientes mostrou melhora na avaliação subjetiva global (16,18 ± 4,27 versus 14,37 ± 4,20, p = 0,04) e no teste de caminhada de seis minutos (496,60 ± 132,59 versus 547,80 ± 132,48 m; p = 0,036). O suplemento foi bem tolerado pelos pacientes, e não causou para-efeitos. Conclusões: A intervenção nutricional melhorou a avaliação subjetiva global e a qualidade de vida em pacientes em hemodiálise a curto prazo. Uma intervenção global por nutricionista produziu efeitos específicos e não-específicos positivos no grupo. A suplementação nutricional foi factível, palatável e de baixo custo. Seu impacto clínico e sua efetividade precisam ser mais avaliados num grupo maior de pacientes a longo prazo.
Abstract Introduction: Malnutrition is multifactorial and may be modified by nutritional intervention. We aimed to assess the impact of an intervention on the nutritional status of malnourished hemodialysis patients and their acceptance of a nonindustrialized nutritional supplement. Methods: 18 patients were studied, they were selected from a previous nutritional assessment where nutritional risk was defined as: subjective global assessment > 15 plus one criterion for malnutrition. The following variables were assessed: anthropometric parameters, subjective global assessment, dietary intake, six-minute walking test, quality of life (SF-36), and biochemical tests. Patients were randomized to either Control or Intervention Groups. The Intervention Group received a dietetic supplement during dialysis containing 355 kcal, prepared from simple ingredients. After three months, subjects from the Control Group and other patients also considered at nutritional risk underwent the same intervention. The study groups were compared after three months, and all patients were analyzed before and after the intervention. Results: Fifteen men and three women, aged 56.4 ± 15.6 years-old, nine in each group, were studied. The Intervention Group showed an improvement in the subjective global assessment (p = 0.04). There were differences in role physical and bodily pain domains of SF-36, with improvement in the Intervention Group and worsening in the Control Group (p = 0.034 and p = 0.021). Comparisons before and after intervention for all patients showed improvement in the subjective global assessment (16.18 ± 4.27 versus 14.37 ± 4.20, p = 0.04), and in the six-minute walking test (496.60 ± 132.59 versus 547.80 ± 132.48 m; p = 0.036). The nutritional supplement was well tolerated by all patients, and it did not cause side effects. Conclusions: The nutritional intervention improved the subjective global assessment and quality of life of hemodialysis patients at short-term. A global intervention by a dietitian produced specific and nonspecific positive effects in the whole group. Nutritional supplementation was feasible, palatable, and had low cost. Its clinical impact and effectiveness need to be further assessed in a larger group of patients at long-term.
Contido em Jornal brasileiro de nefrologia = Brazilian journal of nephrology. São Paulo. Vol. 33, no. 4 (dez. 2011), p. 394-401
Assunto Desnutrição
Diálise renal
Nutrição
[en] Nutritional supplements
[en] Nutrition assessment
[en] Protein-energy malnutrition
[en] Quality of life
[en] Renal dialysis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/108628
Arquivos Descrição Formato
000820505.pdf (166.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.