Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da coluna lombar e torácica nas situações com salto alto e com os pés descalços com o instrumento arcômetro

.

Avaliação da coluna lombar e torácica nas situações com salto alto e com os pés descalços com o instrumento arcômetro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da coluna lombar e torácica nas situações com salto alto e com os pés descalços com o instrumento arcômetro
Outro título Evaluation of the thoracic and lumbar spine in situations using high heels and barefoot with the arcometer instrument
Autor Minossi, Carlos Eduardo dos Santos
Candotti, Cláudia Tarragô
Bacchi, Caroline de Andrade
Noll, Matias
Casal, Marcela Zimmermann
Resumo O salto alto há muitos anos tem sido um grande aliado das mulheres, tornando-se uma ferramenta fundamental em seu dia a dia. Contudo, a utilização indiscriminada, seja do ponto de vista da frequência de utilização ou da altura do salto, pode trazer prejuízos para a saúde do corpo, que, a busca do melhor equilíbrio, pode desencadear alterações da postura, trazendo problemas para os pés e para a coluna vertebral. Os objetivos deste estudo foram: identificar a postura das curvaturas das colunas vertebral, torácica e lombar de estudantes universitárias, a partir do conhecimento dos ângulos destas curvaturas, e comparar esta postura nas situações com salto alto e com os pés descalços. Foram avaliadas 34 estudantes do sexo feminino, com idades médias de 20±1,9 anos, utilizando o instrumento arcômetro, nas situações com salto alto de 9 cm de altura e com pés descalços. O arcômetro foi colocado sobre os processos espinhosos das vértebras T1, T12, L1 e L5, identificados por palpação, e forneceu os ângulos das curvaturas. Para verificar as diferenças dos ângulos e da postura entre as duas situações de teste, foram utilizados o teste t pareado e o do χ2, respectivamente (a=0,05). Os resultados demonstraram que a utilização de salto alto não modificou significativamente os ângulos das curvaturas torácica e lombar da coluna vertebral, bem como não interferiu na classificação da postura das estudantes universitárias, as quais, em sua maioria, apresentaram postura normal da coluna vertebral.
Abstract For many years, high heels have been a great ally of women becoming an important tool in their everyday lives. However, its use, especially indiscriminate in the point of view of the use frequency or heel height, can bring harm to the body, which, in the search for better balance, may favor body posture changes by bringing injuries to the feet and to the spine. The aims of this study were: to identify the curvatures position of the vertebral, thoracic, and lumbar spines of university students from the knowledge of curvature angles and to compare this approach in situations with high heels and barefoot. Thirty-four female students were evaluated, and their mean age was 20±1.9 years-old, using the arcometer instrument, in situations with high heels, 9 inches tall and barefoot. The arcometer was placed on the spinous processes of T1, T12, L1 and L5 vertebrae, identified by palpation, and it provided the angles of each of the bends. For verification of differences of the angles and body posture between both test situations, the t and χ2 tests, were, respectively, used (a=0.05). The results showed that using high heels did not significantly alter the angles of curvature of the thoracic and lumbar spines and did not affect the classification of the body posture of physical therapy students, who mostly presented normal posture of the spine.
Contido em Fisioterapia e pesquisa. São Paulo. Vol. 19, n. 3 (jul./set. 2012), p. 196-203
Assunto Avaliação
Coluna vertebral
Postura
[en] Evaluation
[en] Posture
[en] Spine
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/108660
Arquivos Descrição Formato
000867803.pdf (536.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.