Repositório Digital

A- A A+

Análise comparativa da competitividade do Brasil e EUA no mercado internacional da carne bovina

.

Análise comparativa da competitividade do Brasil e EUA no mercado internacional da carne bovina

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise comparativa da competitividade do Brasil e EUA no mercado internacional da carne bovina
Outro título Comparative analysis of the competitiveness of Brazil and the USA in the international beef market
Autor Dill, Matheus Dhein
Corte, Vitor Francisco Dalla
Barcellos, Julio Otavio Jardim
Canozzi, Maria Eugênia Andrighetto
Oliveira, Tamara Esteves de
Resumo O Brasil e os EUA estão entre os principais produtores mundiais de carne bovina. Entretanto, distorções no mercado alimentar decorrentes da presença de barreiras comerciais podem comprometer a competitividade desses países. O objetivo deste trabalho foi verificar a competitividade da carne bovina brasileira e norte-americana, no mercado internacional, entre 1990 e 2008. Para isso, foi utilizado o Índice de Competitividade Revelada (CR) para inferir sobre os efeitos que subsídios, acordos comercias e barreiras sanitárias exercem sobre a competitividade da carne bovina dos respectivos países. Os resultados indicaram que o Brasil obteve vantagens competitivas no período de 1991 a 2008, enquanto que os EUA apresentaram vantagens entre 1993 e 2003. Os acordos comerciais elevaram a competitividade dos países envolvidos, contudo ocorreram diminuições dos índices quando problemas sanitários foram identificados. Em suma, os EUA, mesmo com os altos subsídios fornecidos aos produtores rurais, apresentou desempenho inferior em comparação ao Brasil no mercado mundial da carne bovina.
Abstract Brazil and the USA are among the leading producers of beef. However, trade barriers can bring about distortions in the food market, compromising competitiveness. The objective of this study was to evaluate the competitiveness of beef from Brazil and the USA in the international market from 1990 to 2008. The Revealed Competitiveness Index was used to discuss the effects of subsidies, trade agreements and sanitary barriers on the competitiveness of beef in the respective countries. The results indicate that Brazil had competitive advantages in the period 1991 to 2008, while The USA had advantages in the period 1993 to 2003. Trade agreements increased the competitiveness of these countries, however there was decrease in rates when sanitary problems were identified. Therefore, even with high subsidies provided to farmers, the USA presented lower performance compared to Brazil in the beef world market.
Contido em Revista Ceres. Viçosa. Vol. 60, n.6 (nov./dez. 2013), p. 765-771
Assunto Carne bovina
Mercado internacional
[en] Comparative advantage
[en] Free trade
[en] Public policy
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/108750
Arquivos Descrição Formato
000910261.pdf (115.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.