Repositório Digital

A- A A+

Avaliação antimicótica da fração rica em saponinas obtida do fruto de Ilex paraguariensis (Auguste de Saint-Hilaire)

.

Avaliação antimicótica da fração rica em saponinas obtida do fruto de Ilex paraguariensis (Auguste de Saint-Hilaire)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação antimicótica da fração rica em saponinas obtida do fruto de Ilex paraguariensis (Auguste de Saint-Hilaire)
Outro título Antimycotic evaluation of Ilex paraguariensis fruits´s saponins rich fraction
Autor Silva, Fernanda Émeli Klein
Orientador Fuentefria, Alexandre Meneghello
Co-orientador Gonzalez Ortega, George
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente.
Assunto Antifungicos
Candida
Fluconazol
Fungos
Ilex paraguariensis
Micoses
Saponinas
Resumo Ilex paraguariensis é uma importante planta nativa da América do Sul, popularmente conhecida como mate, cujas folhas são tradicionalmente consumidas na forma de infusão. Muitos benefícios à saúde são mencionados para a utilização de seus constituintes, entre eles as saponinas. Várias propriedades farmacológicas são atribuídas as saponinas. No mate, o maior teor delas ocorre nos frutos imaturos. Os fungos promovem sérias micoses invasivas em indivíduos com a saúde comprometida. Sendo assim, este trabalho objetiva avaliar o potencial antimicótico do extrato aquoso e de uma fração purificada de saponinas, ambos obtidos de frutos verdes do mate, frente aos principais fungos causadores de micoses. Visa também o estudo da associação entre a fração de saponinas e o fluconazol. Inicialmente foram avaliadas quanto à susceptibilidade 16 espécies, entre fungos leveduriformes e filamentosos. Nove Candida spp. foram selecionadas para os estudos de CIM, de associação por Checkerboard e pela metodologia de superfície de resposta, e por fim para pesquisa do mecanismo de ação. As espécies de Candida foram mais sensíveis a associação da fração de saponinas com fluconazol, que aos mesmos isoladamente. A associação foi capaz de reverter à resistência ao fluconazol em alguns isolados. Os testes de mecanismo de ação revelaram variações entre os isolados, não sendo possível afirmar apenas um mecanismo geral de ação da combinação. Ensaios microscópicos revelaram um predomínio do brotamento e a presença de um material viscoso em torno das leveduras, enquanto que o ergosterol exógeno revelou a possibilidade de interação com as saponinas, interferindo na atividade antifúngica.
Abstract Ilex paraguariensis is an important native plant from South America, generally known as Yerba Mate, which is traditionally consumed as an infusion made from the leaves. Many health benefits have been mentioned for the use of its constituents, including the saponins. Several pharmacological properties are atributed to the saponins, where it´s highest content can be found in mate green fruits. The fungi promote serious invasive mycoses in individuals with compromised health. Thus, this study aims to evaluate the antifungal potential of the crude extract and the purified saponins fraction, both obtained from unripe mate fruits, in the treatment of mycoses causing fungi. It also aims evaluate the antifungal association of saponins fraction and fluconazole. At first were evaluated the susceptibilities of 16 species, including yeasts and filamentous fungi. Nine Candida spp. were selected for the studies of minimal inhibitory concentration, association assay, checkerboard, response surface methodology, and finally to investigate the antifungal action mechanism. Candida species were more susceptible to the fraction of saponins more fluconazole, than the neat substances. Their association was able to reverse fluconazole resistance in some isolates. The mechanism of action assays revealed variations between the isolates, then, it was not possible to explain a general mechanism of action for this antifungal activity. Microscopic studies demonstrated a predominance of buds and a viscous liquid around the cells. Furthermore, exogenous ergosterol showed the possibility of interaction with saponins, interfering antifungal activity.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/108952
Arquivos Descrição Formato
000947777.pdf (107.5Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.