Repositório Digital

A- A A+

Determinação dos níveis séricos de proteina c-reativa (CRP) em cães com alterações dos parâmetros hematológicos

.

Determinação dos níveis séricos de proteina c-reativa (CRP) em cães com alterações dos parâmetros hematológicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Determinação dos níveis séricos de proteina c-reativa (CRP) em cães com alterações dos parâmetros hematológicos
Outro título Serum c-reactive protein (CRP) measurement in dogs with altered hematological parameters
Autor Anziliero, Deniz
Bassi, Eduardo
Pain, Katrin Macedo
Valle, Stella de Faria
Kreutz, Carlos
Resumo O sistema imune natural responde ao processo infeccioso ou inflamatório produzindo uma série de proteínas inflamatórias, com atividade inespecífica, denominadas de proteínas de fase aguda, entre as quais se destaca a Proteína C-Reativa (CRP). O presente estudo teve como objetivo investigar a correlação entre as alterações dos parâmetros hematológicos em cães e a presença de CRP na circulação sanguínea. Amostras de sangue de 70 cães atendidos em um Hospital Veterinário Universitário foram submetidas ao hemograma e à quantificação da CRP; em um segundo momento, amostras de sangue de cães inoculados experimentalmente com uma suspensão inativada de Micrococcus luteus (ATCC 7468) foram submetidas a mesma avaliação. De acordo com os parâmetros hematológicos e a presença ou não de CRP, pode-se classificar os animais em cinco grupos distintos: grupo A) cães negativos para a CRP e hemograma normal; grupo B) cães positivos para a CRP e hemograma normal; grupo C) cães positivos para a presença de CRP e hemograma alterado (neutrofilia e leucocitose); grupo D) cães positivos para a CRP, com neutrofilia; grupo E) cães positivos para a CRP e leucopenia. Cães inoculados experimentalmente com M. luteus apresentaram um aumento significativo na concentração de CRP, entre 24 e 48 horas após inoculação, com um decréscimo nas concentrações gradativamente até o 10º dia. Nesses animais, observou-se uma discreta neutrofilia e leucocitose coincidindo com o pico nos valores da CRP. Baseado nos resultados acima, concluiu-se que a determinação da presença da CRP em cães pode ser utilizada como uma importante ferramenta no diagnóstico veterinário. Haja vista a rapidez com que o teste é executado, o baixo custo e a necessidade de pequena quantidade de amostras, a utilização da CRP pode auxiliar o monitoramento da evolução de um processo infeccioso/inflamatório.
Abstract The natural immune response to infectious agents is partially mediated by a group of proteins named acute phase proteins; one of the major and most important proteins from the acute phase is the C-Reactive Protein (CRP). The aim of the present study was to investigate the correlation between alterations on white blood cell counts (WBC) and the presence of circulating CRP. Blood samples from 70 dogs were submitted to hematological examination and detection of CRP; in addition, blood samples from 12 dogs experimentally inoculated with an inactivated sample of Micrococcus luteus (ATCC 7468) were also analyzed. According to the hematological parameters and CRP values, the samples were classified in 5 different groups: group A) dogs without CRP and normal WBC; group B) dogs with elevated levels of CRP but normal WBC; group C) dogs with elevated CRP values and altered WBC (neutrophilia and leukocytosis); group D) dogs with both CRP and increased neutrophils values; and group E) dogs with elevated CRP values but with leukopenia. Dogs experimentally inoculated with M. luteus had a significant and promt increase in CRP values between 24 and 48 hr p.i., which declined up to the 10th day when the experiment was completed. In these dogs, a discrete neutrophilia and leukocytosis was observed coincidently with the CRP elevation. Thus, it can be suggested that the detection of CRP in the blood of dogs should be used as an indication of an infection or inflammation and, because of the low amount of blood needed, low cost and easiness to perform the test, monitoring CRP levels might be useful to evaluate the recovery from an infection disease.
Contido em Ciência Animal Brasileira. Goiania, 2013. Vol. 14, n.2, (abr./jun., 2013), p.265-272
Assunto Clinica veterinaria : Caes
Hemograma
[en] Acute phase proteins
[en] Blood cell count
[en] Diagnosis
[en] Inflammation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/109032
Arquivos Descrição Formato
000916017.pdf (239.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.