Repositório Digital

A- A A+

Crenças básicas e bem-estar pessoal em adolescentes brasileiros

.

Crenças básicas e bem-estar pessoal em adolescentes brasileiros

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Crenças básicas e bem-estar pessoal em adolescentes brasileiros
Outro título World assumptions and personal well-being in Brazilian adolescents
Outro título Creencias básicas y bienestar personal en adolescentes brasileños
Autor Castellá Sarriera, Jorge
Favero, Eveline
Paradiso, Ângela Carina
Calza, Tiago Zanatta
Resumo As crenças fazem parte de um sistema conceitual que se forma na infância e é refinado e estabelecido ao longo da vida. O presente estudo investiga associações entre crenças básicas e bem-estar pessoal em 1.588 adolescentes brasileiros, meninos e meninas com idade entre 12-16 anos (M= 14,13; DP=1,26). Utilizou-se um questionário contendo 16 itens da World Assumption Scale (WAS) como medida de crenças e o Personal Well-Being Index (PWI-7) para avaliar bem- estar. A WAS apresentou alfa de Cronbach de 0,72 e, o PWI-7 de 0,81. As crenças explicam 30% do bem-estar, considerando os itens que versam sobre autovalor, sorte pessoal, autocontrole, bondade das pessoas, justiça e acaso dos acontecimentos. Verifica-se a necessidade de reavaliar os itens da WAS e discute-se a importância de promover ambientes saudáveis e práticas educativas que promovam o desenvolvimento de crenças positivas e fortaleçam o bem-estar adolescente.
Abstract The world assumptions are part of a conceptual system developed during childhood which is refined and established throughout life. The present study investigates associations between world assumptions and personal well-being within 1.588 Brazilian adolescents, boys and girls, with ages between 12-16 years (M=14,13; DP=1,26). It was applied a questionnaire containing 16 items from World Assumptions Scale (WAS) as measure of beliefs and the Personal Well-Being Index (PWI-7) to evaluate well-being. The WAS had a Cronbach’s alpha of 0,72 and the PWI-7, 0,81. The beliefs explain 30% of well-being, considering eigenvalue, self-control, kindness, justice and randomness items. It’s noticeable the necessity to reevaluate the WAS items as well as the importance of promoting healthy environments and educational practices that stimulate the development of positive beliefs and strengthen the adolescent’s well-being.
Resumen El estudio investiga las relaciones entre creencias básica y bienestar personal en 1588 adolescentes brasileños de ambos sexos, con edades entre 12-16 años (M=14,13, SD=1,26). Se utilizó como instrumento un cuestionario que contiene la World Assumption Scale (WAS), para medir las creencias (versión con 16 ítems) y el Personal Well-Being Index (PWI-7), para evaluar el bienestar. Un análisis de regresión lineal múltiple mostró que el 30% de bienestar de los adolescentes se explica a través de las creencias básicas. Las creencias que predicen el bienestar están relacionadas al autovalor, a la suerte personal, al autocontrol, a la benevolencia de las personas, a la justicia y a la creencia de que las cosas no suceden por casualidad. Por lo tanto, se discute la importancia de la promoción de ambientes saludables que favorezcan el desarrollo de las creencias positivas en la adolescencia, especialmente aquellas relativas al valor y estima personal..
Contido em Aletheia. Canoas. N.37 (abr. 2012), p.105-120.
Assunto Adolescente
Atitudes
Bem-estar
[en] Adolescents
[en] Personal Well-being
[en] World Assumptions;
[es] Adolescentes
[es] Bienestar personal
[es] Creencias básicas
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/109066
Arquivos Descrição Formato
000915864.pdf (121.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.