Repositório Digital

A- A A+

Efeito do sedimento fino de origem terrestre sobre a fauna de macroinvertebrados bentônicos em riachos

.

Efeito do sedimento fino de origem terrestre sobre a fauna de macroinvertebrados bentônicos em riachos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito do sedimento fino de origem terrestre sobre a fauna de macroinvertebrados bentônicos em riachos
Outro título Effect of Fine sediment on benthic macroinvertebrate in subtropical streams
Autor Vasconcelos, Márlon de Castro
Orientador Melo, Adriano Sanches
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Ecologia.
Assunto Forqueta, Rio (RS)
Invertebrados bentônicos
Macroinvertebrados
Sedimento
[en] Benthic macroinvertebrates
[en] Disturbance
[en] Fine sediment
[en] Streams
Resumo O aporte de sedimento fino é um dos principais agentes causadores de impactos a ecossistemas aquáticos. Este trabalho teve por finalidade avaliar por experimentalmente o efeito do sedimento fino sobre a fauna de macroinvertebrados bentônicos em um riacho subtropical. O local escolhido foi o rio Forqueta no distrito de Barra do Ouro pertencente ao município de Maquiné, RS. Foi adicionado por tratamento cerca 3138 cm3 de sedimento fino, separado em duas frações: areia fina (0 mm a 0,250mm) e areia grossa (0,25 mm a 1mm), em dois níveis, com e sem sedimento. Os dados foram analisados através por meio de uma Análise de Variância (ANOVA) de dois fatores para abundância total, riqueza e riqueza rarefeita, além de uma Análise de Variância Multivariada (MANOVA) para abundância relativa e composição de espécies e de uma Análise de Correspondência Canônica (pCCA), esta última, para avaliar o quanto eventos de perturbações influenciam a fauna aquática. A interação entre a velocidade do fluxo e os fatores envolvendo sedimentos também foram avaliados. O sedimento fino afetou negativamente a abundância total, a riqueza e a composição de espécies, mas não a riqueza rarefeita e a abundância relativa.O fluxo foi um importante fator para a distribuição da fauna avaliada, sendo a abundância, riqueza e a riqueza rarefeita maior em áreas com maior fluxo. Houve interação do fluxo com a areia fina, aumentando seu efeito sobre a abundância total e riqueza rarefeita em locais com maior velocidade de fluxo. A pCCA mostrou que eventos pontuais e de curta duração de acréscimo de sedimento fino não são danosos à fauna aquática. Os resultados obtidos mostram que o sedimento fino afeta de forma negativa a fauna de macroinvertebrados bentônicos em riachos, e este efeito negativo se dá por diversas formas, tais como redução do hábitat, perda da qualidade do alimento, estresse fisiológico e por outros. A relação da fauna com a velocidade pode ser atribuída às preferênciasecológicas dos grupos encontrados. Por alguns resultados divergirem de estudos prévios, o efeito do sedimento fino sobre a fauna aquática deve ser mais bem estudado.
Abstract One of the main forms by which aquatic ecosystems are impacted is the input of fine sediment. The objective of our study was to determinate by one experiment the effect of fine sediment on benthic macroinvertebrates in subtropical streams. The study area was the Forqueta River in Barra do Ouro district of Maquiné city, Rio Grande do Sul, Brazil. It’s was added 3138 cm3 of sediment, in two fractions: fine sand (0mm – 0.25mm) and coarse sand (0.25mm – 1mm) into the river with two levels (with or without sediment) . The data were analyzed by Analysis of Variance (ANOVA two-way) for abundance, richness and rarefied richness, the last one intended to compare species richness based on an equivalent number of individuals. Using Multivaried Analysis of Variance (MANOVA) we examined the effect of fine sediment on relative abundance and composition of species. Sediment was used as one factor in four levels. A Partial Canonical Correspondence Analysis (pCCA) was used to examine the effect of the disturbance event on communities. The interaction between the flow and the factors of the sediment was examined. There was a negative effect of fine sediment on abundance, richness and species composition, but the effect was null on relative abundance and rarefaction of species richness. The flow was important for distribution of individuals colleted. The abundance, species richness and rarefied richness were highest on places with fastest flows. The flow increased the effect of fine sand on abundance and rarefied richness. The pCCA showed that disturbance events of small frequency consisting of input of terrestrial sediment have no negative effects on benthic macroinvertebrate. The relationship between flow and benthic macroinvertebrates can be attributed to the ecological preferences of species. These results showed that fine sediment impact is harmful for benthic macroinvertebrates in streams, particularly in termsof abundance. This negative effect may be a consequence of loss of habitat, reduced food quality, physiological stress and others forms. Because some results differ from other studies, the effect of the fine sediment on the benthic macroinvertebrates needs to be better studied.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10908
Arquivos Descrição Formato
000600100.pdf (2.270Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.