Repositório Digital

A- A A+

Estudo comparativo do crescimento inicial de plantas obtidas de pinhões de duas procedências e três variedades de pinheiro brasileiro

.

Estudo comparativo do crescimento inicial de plantas obtidas de pinhões de duas procedências e três variedades de pinheiro brasileiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo comparativo do crescimento inicial de plantas obtidas de pinhões de duas procedências e três variedades de pinheiro brasileiro
Outro título Comparative study of the initial growth of plants grown from seeds of two provenances and three varieties of Brazilian pine
Autor Coutinho, André Luis da Cunha
Orientador Dillenburg, Lucia Rebello
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Ecologia.
Assunto Araucaria angustifolia
Floresta ombrofila
[en] Araucaria angustifolia
[en] Brazilian pine
[en] Mixed Ombrophyllous Forest
[en] Provenances
[en] Varieties
Resumo Araucaria angustifolia é uma árvore longeva, de grande porte, sendo o elemento com dominância fisionômica das Florestas Ombrófilas Mistas do sul do Brasil. No outono e inverno, os pinhões são os principais recursos alimentares para a masto e ornitofauna locais. Com relação aos aspectos genéticos, trabalhos recentes mostraram que a espécie tem maior variabilidade intra do que interpopulacional; porém, aquela está sendo reduzida através do ininterrupto processo de fragmentação e destruição da paisagem. Infelizmente, o arcabouço legal para a proteção à espécie não está garantindo a sua conservação, e vimos, nos últimos 15 anos, a mesma ser incluída na lista de espécies ameaçadas de extinção, inicialmente como vulnerável e, mais recentemente, como criticamente em perigo. O objetivo desse trabalho foi avaliar e comparar o padrão de crescimento inicial, em massa e comprimento, de plantas obtidas de pinhões coletados de diferentes locais de ocorrência natural, para a variedade típica da espécie (São Francisco de Paula e Passo Fundo, RS), e de três variedades em co-ocorrência da mesma – angustifolia (típica), caiova e indehiscens. Um experimento em vasos e em casa de vegetação foi conduzido entre agosto de 2005 e abril de 2006, em Porto Alegre, RS. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com 24 vasos em cada bloco, que representavam seis matrizes de cada um dos quatro grupos de plantas, totalizando 240 unidades experimentais. Os resultados indicaram uma significativa superioridade do crescimento da variedade angustifolia de São Francisco de Paula em relação às duas outras variedades, caiova e indehiscens, e à outra procedência – angustifolia de Passo Fundo. Sugere-se que e o maior crescimento inicialdaquele grupo possa ajudar a explicar a sua visível maior proporção nos fragmentos florestais, visto que um crescimento mais rápido pode potencialmente aumentar o recrutamento e sobrevivência de suas plântulas.
Abstract Araucaria angustifolia is a long-lived, very tall tree, which dominates the physiognomy of the Mixed Ombrophyllous Forests of southern Brazil. In the fall and winter, the pine seeds (pinhões) are the main food resources for local mammals and birds. Regarding genetic aspects, recent studies have shown that the species has a greater intrathan inter-population variability; however, the former is being reduced due to the unstoppable processes of landscape fragmentation and destruction. Unfortunately, the legal measurements for the protection of the species are not ensuring its conservation, and in the past 15 years we have seen it being included in the list of threatened species, first as a vulnerable, and more recently as a critically endangered species. The purpose of this study was to evaluate and compare the pattern of initial growth of plants grown from seeds collected from different regions of natural occurrence of the species’ typical variety (São Francisco de Paula and Passo Fundo, RS), and from three co-occurring varieties – angustifolia (typical), caiova e indehiscens. A pot, green-house experiment was conducted between August 2005 and April 2006 in Porto Alegre, RS. The experimental design was of randomized complete blocks, with 24 plants per block, representing six mother-trees of each of the four groups of plants, totaling 240 experimental units. The results indicated a significant greater growth of the angustifolia variety from São Francisco de Paula when compared to the other two, caiova e indehiscens, and to the other provenance – angustifolia from Passo Fundo. We suggest that the superior growth of that group may help explain itsvisible greater proportion in the forest fragments, since a faster growth can potentially increase the recruitment and survival of its seedlings.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10909
Arquivos Descrição Formato
000600650.pdf (416.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.