Repositório Digital

A- A A+

Prevalence of amyotrophic lateral sclerosis in the city of Porto Alegre, in Southern Brazil

.

Prevalence of amyotrophic lateral sclerosis in the city of Porto Alegre, in Southern Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalence of amyotrophic lateral sclerosis in the city of Porto Alegre, in Southern Brazil
Outro título Prevalência de esclerose lateral amiotrófica na cidade de Porto Alegre, sul do Brasil
Autor Linden Junior, Eduardo
Becker, Jefferson
Schestatsky, Pedro
Rotta, Francisco Tellechea
Marrone, Carlo Domênico
Gomes, Irenio
Abstract Objective: To determine the prevalence of amyotrophic lateral sclerosis (ALS) in the city of Porto Alegre, Brazil. Method: We conducted an extensive investigation in clinics and hospitals that provide specialized assistance to these patients, contacted neurologists and the regional association of people with ALS. Results: On July 31, 2010, 70 patients were alive and diagnosed with amyotrophic lateral sclerosis. Considering the population living in the city in the same period (1,409,351), the estimated prevalence was 5.0 cases per 100,000 people (95% CI, 3.9-6.2), being higher for men (5.2/100,000 95% CI, 3.6-7.2) than for women (4.8/100,000 95% CI, 3.4-6.5). The prevalence increased with age peaking in the age group 70-79 years in both genders. Conclusion: The prevalence of ALS in the city of Porto Alegre is similar to that reported in other parts of the world.
Resumo Objetivo: Determinar a prevalência de esclerose lateral amiotrófica (ELA) no município de Porto Alegre, Brasil. Método: Foi realizada ampla busca em hospitais especializados, contato com neurologistas e com a associação regional dos portadores de ELA para identificar os casos. Resultados: No dia 31 de julho de 2010, 70 pacientes estavam vivos e com diagnóstico de ELA. Considerando a população residente no município no mesmo período (1.409.351), a prevalência estimada foi de 5,0 casos a cada 100.000 pessoas (IC 95%, 3,9-6,2), sendo maior para os homens (5,2/100.000 IC 95%, 3,6-7,2) do que para as mulheres (4,8/100.000 IC 95%, 3,4-6,5). A prevalência aumentou com a idade, atingindo um pico entre os 70 e 79 anos, em ambos os sexos. Conclusão: A prevalência de ELA no município de Porto Alegre é similar à encontrada em outras localidades no mundo.
Contido em Arquivos de neuro-psiquiatria. São Paulo. Vol. 71, n. 12 (Dec. 2013), p. 959-962
Assunto Doença dos neurônios motores
Epidemiologia
Prevalência
[en] Amyotrophic lateral sclerosis
[en] Epidemiology
[en] Prevalence
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/109204
Arquivos Descrição Formato
000947515.pdf (214.9Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.