Repositório Digital

A- A A+

Memórias e práticas relacionadas às matas ciliares entre agricultores familiares de Caraá/RS

.

Memórias e práticas relacionadas às matas ciliares entre agricultores familiares de Caraá/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Memórias e práticas relacionadas às matas ciliares entre agricultores familiares de Caraá/RS
Autor Demenighi, Janine da Silva
Orientador Kubo, Rumi Regina
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura familiar
Caraá (RS)
Desenvolvimento rural
[en] Family farmers
[en] Memory
[en] Riparian forests
Resumo A compreensão das relações estabelecidas no meio rural, destacando-se aquelas que envolvem agricultores familiares e matas ciliares, torna-se cada vez mais necessária, considerando a situação crítica das Bacias Hidrográficas do Brasil e o papel das matas ciliares nesse contexto, assim como dos agricultores familiares na relação diferenciada com a terra. O aporte teórico da memória coletiva, nesse sentido, contribui na medida em que se apresenta como uma leitura não apenas do passado, mas também do presente, sendo um resgate do percebido e do vivido pelos diferentes grupos. O presente trabalho tem como objetivo compreender como os agricultores familiares de Caraá/RS percebem e interferem nas matas ciliares como subsídio para refletir sobre o desenvolvimento rural do município. O esforço de campo envolveu três localidades, sendo possível chegar a 25 famílias, com as quais as ferramentas metodológicas conhecidas como Linha do Tempo e Mapa da Área foram aplicadas e os momentos gravados, utilizando-se também o diário de campo. A análise partiu das transcrições das gravações, sendo os relatos agrupados conforme categorias definidas. A leitura dos registros no diário de campo, a sobreposição das linhas do tempo e a observação da presença ou ausência de mata ciliar no Mapa da Área também integraram a análise. Como resultados, a caracterização das famílias e localidades apontou particularidades inerentes a cada uma das localidades (idade dos casais, presença de filhos adultos, fisionomia, distância da sede municipal, produção, relações de parentesco e vizinhança). No que se refere aos significados atribuídos às matas ciliares, durante os relatos espontâneos apareceram percepções diferentes daquelas registradas após a intervenção da pesquisadora, sendo que, nesse último caso, os aspectos ecológicos se destacaram. As famílias, na sua maioria, incluíram o desenho das matas ciliares no Mapa da área e com relação ao uso, uma faixa estreita de vegetação em torno dos arroios foi observada em grande parte das áreas visitadas, sendo que, nos relatos, a mata era citada como “preservada”. As lembranças associadas à fiscalização ambiental na Localidade Fraga apresentaram aspectos mais punitivos, enquanto que no Caraá Central observou-se uma concordância com a aplicação da lei. A perspectiva teórica da memória coletiva, nesse caso, com sua capacidade de identificar, a partir das lembranças do passado, mas inserido no presente, diferentes percepções, se mostrou relevante em estudos do meio rural que visam abarcar as relações entre ser humano e natureza.
Abstract The comprehension of relationships established in rural areas, highlighting those involving family farmers and riparian forests, it becomes increasingly necessary, considering the plight of the Watershed of Brazil and the role of riparian forests in this context, as well as the farmers in different relationship with the land. The theoretical contribution of collective memory, in this sense, it collaborates presenting not only a past reading, but also the present, being a rescue of perceived and lived by different groups. This study aims to understand how family farmers of Caraá/RS perceive and interfere with the riparian forests as subsidy to reflect on the rural development of the township. The effort of sample involved three locations, and was possible reaches 25 families, with whom the methodological tools known as Timeline and Map of the Area were applied and the times recorded, also using the Field Diary. The analysis started from the transcripts of the recordings, and the reports was unified according as defined categories. The reading of records on Field Diary, the overlap of Timelines and observation of the presence or absence of riparian forests in Area Map also included the analysis. As a result, the characterization of families and localities pointed peculiar to each of the locations (age couples, the presence of grown-up children, physiognomy, away from the downtown, production, kinship and neighborhood). Regarding to the meanings attributed to riparian forests, during spontaneous reports appeared different perceptions from those observed after the intervention of the researcher, and in this last case, ecological aspects are highlighted. The most part of families, included the design of riparian forests on the Map of the Area and regarding to uses, a narrow strip of vegetation around the streams was observed in most of the areas visited, and in the reports, the forest was cited as “preserved”. The memories associated with environmental monitoring in Town Fraga had more punitive aspects, while in Central Caraá there was an agreement with law enforcement. The theoretical perspective of collective memory, in this case, with its ability to identify, from the memories of the past, but inserted in the present, different perceptions, proved relevant in studies of rural areas seeking to engage the relationship between human and nature.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/109256
Arquivos Descrição Formato
000944306.pdf (4.926Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.