Repositório Digital

A- A A+

No caminho de um coletivo de pesquisa : a trajetória dos atores no projeto fortalecimento da vitivinicultura do Vale do Jaguari

.

No caminho de um coletivo de pesquisa : a trajetória dos atores no projeto fortalecimento da vitivinicultura do Vale do Jaguari

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título No caminho de um coletivo de pesquisa : a trajetória dos atores no projeto fortalecimento da vitivinicultura do Vale do Jaguari
Autor Dorneles, Simone Bochi
Orientador Marques, Flávia Charão
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Desenvolvimento rural
Vale do Jaguari, Região (RS)
[en] Collective learning
[en] Construction of knowledge
[en] Learning regions
[en] Social constructionism
Resumo Esta tese propõe uma reflexão sobre a abordagem de coletivos de pesquisa em processos relacionados ao desenvolvimento rural. Os coletivos são entendidos como comunidades de pesquisa em que diversos atores sociais interagem na geração do conhecimento, que transpõem barreiras físicas, institucionais, metodológicas e epistemológicas. O objetivo central desse estudo foi analisar as relações que se estabelecem entre os atores no Projeto Fortalecimento da Vitivinicultura no Vale do Jaguari (PFV-VJ), identificando como podem contribuir para a estruturação de um Coletivo de Pesquisa para o desenvolvimento rural (CPDR). Para alcançá-los, os seguintes objetivos específicos foram perseguidos: a) Aprofundar aspectos teóricos sobre Coletivos de Pesquisa como uma contribuição aos estudos em Desenvolvimento Rural; b) Reconstruir a trajetória do projeto na perspectiva dos atores, analisando práticas e relações estabelecidas no âmbito do mesmo; c) Identificar os papéis dos participantes e sua inserção como atores sociais no contexto do projeto; d) Analisar as ações conjuntas dos atores, identificando se e como caracterizam um Coletivo de Pesquisa para o desenvolvimento rural no âmbito do projeto. A perspectiva orientada ao ator contribuiu para se chegar à compreensão das relações que se estabeleceram a partir do PFV-VJ, focando nos seus percalços, embates, dilemas, consensos e dissensos, especialmente, a partir das vivências que se estabeleceram entre os diversos mundos de vida dos atores envolvidos. Assim, ancorado pela perspectiva construcionista o método de investigação se inspirou na etnometodologia. Os ‘pesquisados’ foram os envolvidos no projeto: agricultores, professores, técnicos, estudantes, e um representante do SEBRAE. Foram entrevistados dois informantes chave da cooperativa, o presidente e o enólogo e cinco agricultores. Totalizando 22 entrevistas em profundidade. As técnicas de coleta de dados foram: a entrevista não estruturada, a observação participante e a pesquisa documental. A reconstituição do projeto possibilitou analisar como os atores sociais interagiam nas interfaces e, a partir dela se propôs o CPDR. A reconstituição do projeto indicou, que os pontos mais delicados passam por questões institucionais, quer seja por parte do poder político, das estruturas de apoio ao conhecimento ou nas iniciativas locais de desenvolvimento. Fato que pode ser observado nas organizações dos agricultores, que não conseguem implementar uma gestão mais participativa, nas instituições de ensino que também são burocratizadas e presas à ciência tradicional, como nas organizações de assessoramento e gestão. Entre os participantes do projeto há a perspectiva forte da ciência acabada, desenvolvida pelos experts e colocada à comunidade de forma massificada. Nesse sentido, a proposta do CPDR resgata três elementos da proposta básica do Coletivo de Pesquisa: o primeiro é que sai dos muros dos espaços da ciência tradicional e avança no sentido de incluir mais atores (não apenas em termos de adição, mas no sentido da interação que se processa entre eles, que passa de uma atuação individual para uma ação articulada) e conquistar novos territórios, como, por exemplo, as cooperativas, associações ou as propriedades dos agricultores; o segundo, que valoriza o conhecimento tácito dos atores sociais, que ganha relevância nos espaços de construção coletiva favorecido pelas trocas significativas; e o terceiro, que estimula as trocas de informações e cria condições para que os resultados das pesquisas e atividades práticas sejam divulgados por meio das comunidades epistêmicas.
Abstract This thesis aims to propose an in depth consideration on the potential of Collective Research approach to processes related to rural development. These collectives are considered as research communities where different social actors interact generating knowledge, which overcomes physical, institutional, methodological and epistemological barriers. The central aim of this study was to analyse the relationships established between the actors taking part in the “Projeto Fortalecimento da Vitivinicultura do Vale do Jaguari” ( PFV- VJ ), identifying how they can contribute to the development of a Collective Research for Rural Development (CPDR). To this end, the following specific objectives were pursued: a) Increasing knowledge of the theoretical aspects of Collectives Research as a contribution to studies in Rural Development ; b ) Attempt to reconstruct the history of the project from the perspective of the actors, while analysing practices and established relationships within the same ; c ) Identify the roles of the participants and their inclusion as social actors in the context of the project ; d) Analyse the joint actions of the actors, identifying whether and how they feature as a Collective Research for rural development under the project. The actor -oriented perspective contributed to improve the understanding of the relationships established from the PFV- VJ, focusing on their difficulties, struggles, dilemmas, consensus and dissent, especially, from the experiences that have established themselves among the various worlds of the actors involved. Thus, anchored in the constructionist perspective, the investigative method of choice in my research was inspired by ethnomethodology. Respondents were those involved in the project PFV-VJ: farmers, teachers, technicians, students, and a representative of SEBRAE. Also were interviewed two key informants from the Cooperative, its president, the oenologist and five farmers. In total 22 in-depth interviews were carried out. The data collection techniques were: unstructured interview, participant observation and documentary research. The project reconstruction allowed me to analyse how social actors interact at interfaces, and based on that, a proposal for the CPDR was created. The reconstruction of the project indicated that the most sensitive points go through institutional issues, either by political power, or structures supporting knowledge, or local development initiatives. This fact can be observed in organizations of farmers, who fail to implement a more participatory management, and also in educational institutions that are too bureaucratic and attached to traditional science, such as advisory and management organizations. Among the participants of the project there is a strong perception of finished science, developed by experts and made mainstream. In this sense , what is proposed by CPDR rescues three elements of the Collective Research basic proposal: the first is to come out of the walls of the traditional science and progresses towards including more actors ( not only in terms of adding numbers, but in the sense of generating more interaction among them, moving from an individual performance to an coordinated action) and to conquer new territories, for example, cooperatives, associations or small holding farmers; the second, which values the tacit knowledge of the social actors, which becomes relevant in the spaces of collective construction favoured by significant interchanges; and third, that stimulates the exchange of information and creates conditions so that the results of research and practical activities are disseminated through epistemic communities.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/109263
Arquivos Descrição Formato
000939743.pdf (9.768Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.