Repositório Digital

A- A A+

Conversibilidade externa da moeda : uma análise do Real

.

Conversibilidade externa da moeda : uma análise do Real

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Conversibilidade externa da moeda : uma análise do Real
Autor Rückert, Arthur Bergamaschi
Orientador Cunha, Andre Moreira
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Economia
[en] Capital controls
[en] Currency convertibility
[en] Monetary hierarchy
Resumo O processo de liberalização financeira global iniciado no final dos anos 1980 nos países desenvolvidos transferiu-se aos países em desenvolvimento na década seguinte. Entre seus objetivos estavam o aumento da eficiência dos fluxos de capitais nos mercados internacionais, com impactos sobre a estabilidade e o crescimento macroeconômico dos países envolvidos, independente do estágio de desenvolvimento. Entretanto, uma série de crises no final dos anos 1990 e a crise financeira global (2008) levantam uma discussão sobre as reais consequências da atual arquitetura do Sistema Monetário e Financeiro Internacional. Passados alguns anos da crise internacional e reconhecido o caráter instável e hierarquizado do sistema, o debate volta-se para uma revisão sobre pontos relevantes presentes no processo de liberalização. Neste contexto, o presente trabalho busca revisar o conceito de conversibilidade externa da moeda, apresentando as diferentes perspectivas econômicas. Mais especificamente, é contestada a proposta de aumento do grau de conversibilidade externa do Real, demonstrando as suas consequências para economia brasileira e avaliando propostas alternativas com maior capacidade de garantir estabilidade e crescimento econômico interno. Por último, são apresentadas evidências que corroboram a inconversibilidade efetiva da moeda brasileira frente ao cenário internacional hierarquizado.
Abstract The process of global financial liberalization started in the late 1980s in developed countries has shifted to developing countries in the next decade. Among its objectives were included the increasing of the efficiency of capital flows in international markets, with impacts on macroeconomic stability and growth of the countries involved, regardless of the stage of development. However, a series of crises in the late 1990s and the global financial crisis (2008) raise a discussion about the real consequences of the current architecture of the International Monetary and Financial System. After a few years of the international crisis and the unstable and hierarchical character of the system recognized, the discussion turns to a review of relevant points present in the liberalization process. In this context, this paper seeks to review the concept of foreign currency convertibility, presenting the different economic perspectives. More specifically, it challenged the proposal to increase the degree of external convertibility of the Real, demonstrating its effects on the Brazilian economy and evaluating alternative proposals with greater ability to ensure internal stability and economic growth. Finally, evidences are presented that confirm the effective inconvertibility of the Brazilian currency against the hierarchical international scenario.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/109393
Arquivos Descrição Formato
000935040.pdf (912.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.