Repositório Digital

A- A A+

Orientação de políticas de combate ao congestionamento

.

Orientação de políticas de combate ao congestionamento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Orientação de políticas de combate ao congestionamento
Autor Anchante, Jayme Tolpolar
Orientador Herrlein Junior, Ronaldo
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Economia
[en] Bicycle
[en] Congestion
[en] Congestion charging
[en] Public transit
[en] Road capacity expansion
Resumo O presente trabalho tem como objetivo analisar as principais políticas de combate ao congestionamento urbano por meio de modelos teóricos e exemplos práticos. A primeira política analisada é a expansão da capacidade viária. Utilizando os paradoxos de Pigou-Knight-Downs, Downs-Thomson e Braess, é possível verificar a limitação desta política em termos de eficiência, pois ela reduz os tempos médios de viagem, criando um incentivo ao aumento no número de deslocamentos, o que acaba por agravar o congestionamento, mantendo seu nível praticamente inalterado. Os dados empíricos contribuem para a confirmação da sua reduzida eficácia. O apreçamento do congestionamento visa a internalização destes custos, que os motoristas impõem aos demais, utilizando uma taxa pigouviana, criando um equilíbrio social ótimo no mercado de trânsito. A análise das experiências práticas de, principalmente, Singapura, Londres e Estocolmo corroboram os modelos teóricos expostos pela literatura econômica. Finalmente, os estudos teóricos e práticos verificam a importãncia do transporte público e da bicicleta na redução do congestionamento, além de outros benefícios gerados por estes meios de transporte, como melhora na saúde, redução da poluição e melhor uso do território urbano. Conclui-se que o apreçamento do congestionamento e o incentivo ao uso do transporte público e à bicicleta contribuem positivamente para o combate ao engarrafamento, enquanto a expansão viária tem uma eficiência limitada. Para a formulação de uma política de combate ao congestionamento eficiente, é necessário o estudo destas políticas conjuntamente, criando, assim, um melhor sistema de transportes urbano.
Abstract O presente trabalho tem como objetivo analisar as principais políticas de combate ao congestionamento urbano por meio de modelos teóricos e exemplos práticos. A primeira política analisada é a expansão da capacidade viária. Utilizando os paradoxos de Pigou-Knight-Downs, Downs-Thomson e Braess, é possível verificar a limitação desta política em termos de eficiência, pois ela reduz os tempos médios de viagem, criando um incentivo ao aumento no número de deslocamentos, o que acaba por agravar o congestionamento, mantendo seu nível praticamente inalterado. Os dados empíricos contribuem para a confirmação da sua reduzida eficácia. O apreçamento do congestionamento visa a internalização destes custos, que os motoristas impõem aos demais, utilizando uma taxa pigouviana, criando um equilíbrio social ótimo no mercado de trânsito. A análise das experiências práticas de, principalmente, Singapura, Londres e Estocolmo corroboram os modelos teóricos expostos pela literatura econômica. Finalmente, os estudos teóricos e práticos verificam a importãncia do transporte público e da bicicleta na redução do congestionamento, além de outros benefícios gerados por estes meios de transporte, como melhora na saúde, redução da poluição e melhor uso do território urbano. Conclui-se que o apreçamento do congestionamento e o incentivo ao uso do transporte público e à bicicleta contribuem positivamente para o combate ao engarrafamento, enquanto a expansão viária tem uma eficiência limitada. Para a formulação de uma política de combate ao congestionamento eficiente, é necessário o estudo destas políticas conjuntamente, criando, assim, um melhor sistema de transportes urbano.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/109409
Arquivos Descrição Formato
000935336.pdf (1.300Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.