Repositório Digital

A- A A+

Expressão e caracterização do polimorfismo genético do sistema quórum sensing AGR : suscetibilidade aos antimicrobianos e fatores de virulência em isolados clínicos e alimentares de Staphylococcus aureus

.

Expressão e caracterização do polimorfismo genético do sistema quórum sensing AGR : suscetibilidade aos antimicrobianos e fatores de virulência em isolados clínicos e alimentares de Staphylococcus aureus

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Expressão e caracterização do polimorfismo genético do sistema quórum sensing AGR : suscetibilidade aos antimicrobianos e fatores de virulência em isolados clínicos e alimentares de Staphylococcus aureus
Outro título Expression and characterization of genetic polymorphism of agr quorum sensing system : antimicrobial susceptibility and virulence factors in Staphylococcus aureus. isolated from clinical and food
Autor Pinto, Jaqueline Becker
Orientador Frazzon, Ana Paula Guedes
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente.
Assunto Anti-infecciosos
Biofilmes
Fatores de virulência
Percepção de quorum
Polimorfismo genético
Staphylococcus aureus
Resumo Staphylococcus aureus é reconhecidamente causador de infecções humanas e um dos principais patógenos alimentares. O regulador gene acessório (Agr) é um sistema central que controla a expressão de diversos fatores de virulência. O polimorfismo do locus agr divide S.aureus em grupos genéticos distintos associados a determinados perfis patogênicos. O objetivo deste estudo foi comparar fenotipicamente e genotipicamente isolados clínicos e alimentares de S.aureus. Um total de 63 S.aureus (34 isolados de cateter venoso central (CVC) e 29 de carne de frango) foram selecionados para o estudo. O gene sea foi encontrado em 44,1% (15/34), seb em 5,9% (2/34) e sec em 8,8% (3/34) dos isolados de CVC. Em isolados de frango, apenas o gene sea foi detectado e foi observado em 31% (9/29). Somente 6% (2/34) dos isolados de CVC formaram biofilme. Já, em isolados de frango, 93% (27/29) foram formadores de biofilme (P<0,01). Nos isolados de CVC, os genes icaA, atlA e sasG envolvidos com a formação de biofilme estiveram presentes em 100% (34/34), 97% (33/34) e 100% (34/34), das amostras respectivamente, enquanto que, em isolados de carne de frango os mesmos genes foram detectados em 93% (27/29), 52% (15/29) e 100% (29/29), respectivamente. Cepas resistentes à penicilina foram detectas em 86,2% dos isolados de carne de frangos e em 88,2%, dos isolados de CVC. Isolados de CVC foram resistentes a oxacilina e multirresistentes em 17,6% (6/34). Com relação ao polimorfismo do locus agr, os S.aureus isolados de CVC foram dividos em 3 grupos, onde 44% (15/34) tiveram o polimorfismo I, 38% (13/34) o II e 18% (6/34) o III. Os S.aureus isolados de carne de frangos, também foram divididos em 3 grupos, onde 86% (25/29) dos isolados tiveram o polimorfismo I, 10% (3/29) o II e 4%o III (1/29) (P<0,05). Entre os isolados de CVC, 88,2% (30/34) produziram a δ-hemolisina, ou seja, expressavam o sistema Agr, já entre os isolados de frangos, apenas 3,3% eram δ-hemoliticos (P<0,05). Conclui-se que os isolados diferiram quanto à capacidade de formação de biofilme, polimorfismo Agr e produção da δ-hemolisina. No entanto, resultados similares foram observados quanto à detecção dos genes das enterotoxinas e os envolvidos com formação de biofilme. A análise molecular mostrou uma elevada similaridade entre os grupos o que pode indicar uma mesma origem destes isolados.
Abstract Staphylococcus aureus is recognized as cause of human infections and a one of the important foodborne pathogens. The accessory gene regulator (Agr) is a central system that controls the expression of several virulence factors. The polymorphism of the agr locus divided S. aureus into distinct genetic group associated with determinats of pathogenic profiles. The aim of this study was to the phenotypic and genotypic patterns of S.aureus isolated from clinical and food samples. A total of 63 S. aureus (34 from central venous catheter (CVC) and 29 from poultry meat) were selected for the study. The sea gene was found in 44.1% (15/34), seb in 5.9% (2/34) and sec in 8.8% (3/34) of CVC isolates. In poultry meat isolates, only sea gene was detected and it was observed in 31% (9/29). Only 6% (2/34) of CVC isolates formed biofilm. Further, 93% (27/29) of poultry meat isolates were biofilm formers (P<0.01). In CVC isolates, the icaA, atlA and sasG genes involved in biofilm formation were present in 100% (34/34), 97% (33/34) and 100% (34/34) of the isolates respectively, while in poultry meat isolates the same genes were detected in 93% (27/29), 52% (15/29) and 100% (29/29), respectively.Strains penicillin resistant was detected in 86.2% of poultry meat and 88.2 % CVC isolates. CVC isolates were also oxacillin resistant and multiresistants in 17.6% (6/34). In regard to the polymorphism of agr locus, the CVC isolates were divided into 3 groups, where 44% (15/34) belong to polymorphism I, 38% (13/34) to II and 18% (6/34) to III. The S. aureus strains isolated from poutry meat were also divided into 3 groups, where 86% (25/29) showed the polymorphism I, 10% (3/29) the II and 4% (1/29) the III (P<0.05). Among the CVC isolates 88.2% (30/34) produced δ-hemolysin, i.e., expressed the Agr system, in addition among the poultry meat isolates, only 3.3% were δ-hemolytic (P<0.05). In conclusion, S.aures isolated from CVC and poultry meat showed differences in their ability to form biofilm, Agr polymorphism and production of δ-hemolysin. In conclusion, S.aures isolated from CVC and poultry meat showed differences in their ability to form biofilm, Agr polymorphism and production of δ-hemolysin. However, similar results were observed in relation to enterotoxin genes and those involved in biofilm formation.The molecular analysis show high genotypic similarity to S.aures isolated from CVC and poultry meat, suggesting a common origin of these isolates, possible the human microbiota.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/109671
Arquivos Descrição Formato
000951351.pdf (1.249Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.