Repositório Digital

A- A A+

Otimização do custo na cadeia produtiva do biodiesel no Brasil

.

Otimização do custo na cadeia produtiva do biodiesel no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Otimização do custo na cadeia produtiva do biodiesel no Brasil
Autor Peixoto, João Artur Sulzbach
Orientador Farenzena, Marcelo
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia química
Resumo Entende-se como cadeia básica do biodiesel toda a estrutura necessária para a produção deste biocombustível. Desde a obtenção das matérias-primas, passando pelas usinas até os centros de distribuição. Buscar a otimização do custo desta cadeia exige a obtenção dos custos da matéria-prima, dos custos das usinas e da demanda dos centros de distribuição. Para então simular o melhor uso das usinas, a fim de reduzir o custo final do produto. A fim de modelar o custo final do biodiesel foi projetado, ano a ano, cada um dos seis custos definidos neste estudo para o período de 2014 a 2025. Foi definindo: o custo da soja como matéria-prima única, produzida em 255 microrregiões do país; o custo fixo, o custo variável e o custo de produção para 62 usinas de biodiesel; o custo de transporte da soja para as usinas; e o custo de transporte do biodiesel para os 133 centros de distribuição. Como fator principal para definir a quantidade de combustível produzido nas usinas, a demanda de diesel e o fator de mistura do biodiesel foram também projetados para todo o Brasil. E para a disponibilidade de matéria-prima, a quantidade de soja disponível para a produção do combustível também foi projetada. Utilizando o modelo de custo baseado no trabalho de Chen, Fan e Huang (2010), junto com os dados projetados, foi realizada a simulação em Python para reduzir ao mínimo o custo total, ano a ano, do biodiesel. A otimização mostrou a maior influência do custo do insumo para a produção do biodiesel, representando 75,8% do custo total no período analisado. O custo de produção das usinas foi de 6,9%, o custo variável das usinas foi de 5,7%, o custo de transporte do biodiesel das usinas para os centros de distribuição foi de 5,3%, o custo de transporte da soja do campo para as usinas foi de 3,5% e o custo fixo das usinas foi de 2,7%. Assim, temos que o maior fator para o custo do biodiesel atualmente é o seu insumo principal, devendo haver buscas para a diversificação das matérias-primas com custos inferiores ao da soja.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/109708
Arquivos Descrição Formato
000950625.pdf (1.978Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.