Repositório Digital

A- A A+

Estrutura, riqueza e diversidade de campo dominado por gramíneas exóticas em um morro granítico no sul do Brasil

.

Estrutura, riqueza e diversidade de campo dominado por gramíneas exóticas em um morro granítico no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estrutura, riqueza e diversidade de campo dominado por gramíneas exóticas em um morro granítico no sul do Brasil
Autor Silva, Antônia Letícia Pesenti e
Orientador Overbeck, Gerhard Ernst
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Campo nativo
Espécies invasoras
Invasão biológica
[en] Biological invasions
[en] Conservation
[en] Diversity
[en] Grasslands
[en] Melinis minutiflora
[en] Urochloa decumbens
Resumo Para analisar o efeito da dominância de duas gramíneas exóticas invasoras Urochloa decumbens e Melinis minutiflora, sobre composição, riqueza e diversidade da vegetação campestre em um morro granítico de Porto Alegre, RS, Brasil, foram realizados três levantamentos quantitativos, um em campo nativo, e dois em campo dominado pelas espécies invasoras (um levantamento antes e outro seis meses após queimada do campo). Foram amostradas 51 parcelas de 1m², com registro da altura média, das coberturas de todas as espécies, da vegetação total, da biomassa morta em pé, do mantilho, e do solo descoberto. Para comparar diversidade e composição foram utilizadas análises de permutação, e série de diversidade de Hill. Uma análise de ordenação foi usada para verificar diferenças na composição. Os dados apontam que a composição e a estrutura do campo nativo diferem significativamente do campo dominado pelas espécies invasoras, considerando ambos os levantamentos, em todos os parâmetros avaliados. Observou-se uma clara redução da diversidade na área invadida em comparação com o campo nativo. A composição do campo invadido não diferiu em seus dois levantamentos, sugerindo que as invasoras rapidamente se reestabelecem após o distúrbio. Considerando a grande importância dos remanescentes de vegetação nativa nos morros de Porto Alegre, tentativas de restauração da área degradada e de controle das espécies invasoras parecem necessárias.
Abstract To analyze the effect of the dominance of two exotic invasive grasses Urochloa decumbens and Melinis minutiflora, on composition and patterns of richness and diversity in a grassland area on one of the granitic hills in Porto Alegre, RS, Brazil, tree quantitative surveys were performed, one in a native grassland and two in a grassland area dominated by invasive species (one survey before and other six month after the grassland was burned). 51 plots with 1 m² were sampled, in which we recorded the average height and the cover of all species, total vegetation, standing dead biomass, litter and open soil. Permutation analyzes were conducted to compare the areas about richness, diversity and species composition, and Hill’s series were used to compare the diversity of the areas. Differences in composition were illustrated by Ordination Analysis. The data indicated that native grassland composition and structure differ significantly from the grassland dominated by invasive species, considering both surveys, with a clear reduction of richness and diversity. Composition of the invaded grassland did not differ between the two surveys, suggesting that the invasive grasses can quickly regain their cover after fire disturbance. Considering the importance of the remaining native vegetation in the hills of Porto Alegre, initiatives to restore the degraded areas and to control the invasive species are necessary.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/109909
Arquivos Descrição Formato
000949036.pdf (472.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.