Repositório Digital

A- A A+

Sistema de aluguel de bicicletas : análise e avaliação do programa implantado em Porto Alegre/RS

.

Sistema de aluguel de bicicletas : análise e avaliação do programa implantado em Porto Alegre/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sistema de aluguel de bicicletas : análise e avaliação do programa implantado em Porto Alegre/RS
Autor Vignatti, Regina
Orientador Albano, Joao Fortini
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo A combinação de um cenário de ocupação urbana intensa nas últimas décadas com um incentivo, tanto econômico quanto cultural, do uso do automóvel particular, resultou em uma saturação da infraestrutura viária urbana. Tal panorama tem como impactos a diminuição da qualidade de vida da população e limitações à mobilidade nas cidades, tendo em vista que o atual nível da frota veicular tem gerado grandes congestionamentos e emissões preocupantes de gases poluentes. Diante do exposto, percebe-se a necessidade de se repensar as cidades, primando pelo incentivo aos meios de locomoção urbana sustentável além do desestímulo ao uso do veículo automotor particular. Esse deslocamento, dito sustentável, inclui veículos como a bicicleta e transporte de uso coletivo. O uso da bicicleta pode se desenvolver por meio de veículos privados e programas de bicicletas públicas. Os sistemas de bicicletas públicas têm por finalidade a oferta de bicicletas para uso coletivo em estações distribuídas em pontos específicos da cidade, podendo ser cobrado ou não pelo serviço. O presente trabalho versa sobre a análise e avaliação de um sistema de bicicletas públicas que foi implantado na cidade de Porto Alegre, capital no estado do Rio Grande do Sul. O trabalho foi desenvolvido por meio do método de pesquisa qualitativa com aplicação de questionário fechado, buscando descobrir a opinião dos usuários quanto aos serviços oferecidos pelo programa Bike Poa. Para efetuar tal estudo, foram aplicados questionários aos usuários do programa, o qual obteve 4.381 respostas completas, e a partir desses dados coletados, foi possível identificar os pontos fracos do serviço oferecido como a manutenção das bicicletas, que foi o item com pior índice de avaliação. O item de melhor avaliação corresponde ao custo do passe. Também foi delineado o perfil de quem utiliza o serviço, demostrando que há certa homogeneidade em relação ao gênero e a predominância tanto do segmento de renda superior quanto da faixa etária que compreende usuários com idades entre 21 e 35 anos. O programa ainda é usado majoritariamente como forma de lazer em todos os grupos, destacando-se que o estrato que mais utiliza o serviço como meio de transporte é composto pelo gênero masculino, com idade entre 20 e 35 anos, integrante da faixa de renda inferior.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/110059
Arquivos Descrição Formato
000952036.pdf (766.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.