Repositório Digital

A- A A+

Pavimentos flexíveis brasileiros : análise do desempenho sob excesso de cargas

.

Pavimentos flexíveis brasileiros : análise do desempenho sob excesso de cargas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pavimentos flexíveis brasileiros : análise do desempenho sob excesso de cargas
Autor Pires, Mariana Bianchin
Orientador Nunez, Washington Peres
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Para o dimensionamento de pavimentos são considerados parâmetros de tráfego, sendo a carga máxima aplicada por eixo um dos principais. Quando o pavimento é solicitado por um carregamento superior ao considerado no projeto, ocorrem danos prematuros que afetam a qualidade ao rolamento e o funcionamento adequado das rodovias. Considerando isso, no presente trabalho se analisou duas estruturas de pavimentos flexíveis representativas de cada região brasileira solicitadas pela carga legal e por valores excedentes a essa, variando-se o tipo de eixo que a está transmitindo e a espessura do revestimento asfáltico dessas. No Brasil o principal mecanismo de degradação de pavimentos flexíveis é o trincamento por fadiga das camadas asfálticas, que é causado pela repetição de ciclos de carregamento e descarregamento, portanto esse foi o mecanismo de degradação considerado na análise dos efeitos da carga no desempenho de pavimentos típicos do país. A partir da revisão bibliográfica e de consultas a especialistas, escolheram-se os materiais das camadas de cada estrutura que melhor representavam as regiões, estimando seus módulos de resiliência também através de bibliografia. O programa EverStress FE foi empregado para simular a aplicação de cargas em pavimentos, podem-se selecionar as propriedades da estrutura e as magnitudes das cargas de eixo. Calculou-se, assim, as deformações geradas nas estruturas. Esses resultados aplicados em um modelo de vida de fadiga possibilitaram a análise da degradação ocorrida em cada estrutura em função do nível de carga. Como resultado secundário, analisou-se o efeito do aumento da espessura da camada asfáltica nesse processo, assim como o efeito do tipo de eixo através do qual a carga é aplicada. Comparou-se, ainda, os resultados obtidos pelo eixo padrão com um eixo simples de rodas duplas com diversos carregamentos, podendo analisar-se a relação do fator de equivalência de carga. Em adição, observou-se a reação gerada pelo aumento da tolerância do excesso de carga de 7,5% para 10%. Com essas análises, conclui-se que o excesso de carga aplicado diminuiu consideravelmente a vida de fadiga, chegando, em certos casos, a 33% do valor inicial. Contudo, esse efeito depende significativamente da estrutura do pavimento, suas espessuras e seus materiais de camadas. Os resultados explicitam a gravidade do efeito do excesso de carga em pavimentos flexíveis, trazendo, assim, a questão da adequação dos projetos, pavimentos com maior capacidade de carga, ou aumento de alternativas para o setor de transportes.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/110089
Arquivos Descrição Formato
000952020.pdf (4.324Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.