Repositório Digital

A- A A+

Paisagem, terroir e sistemas agrários : um estudo em São Lourenço do Sul

.

Paisagem, terroir e sistemas agrários : um estudo em São Lourenço do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Paisagem, terroir e sistemas agrários : um estudo em São Lourenço do Sul
Autor Lima, Maria Imaculada Fonseca
Orientador Verdum, Roberto
Co-orientador Fontoura, Luiz Fernando Mazzini
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura
Desenvolvimento rural
São Lourenço do Sul (RS)
Sistemas de produção
Territorialidade : Aspectos econômicos
Zona rural
[en] Landscape
[en] Production system
[en] Terroir
Resumo O município de São Lourenço do Sul está assentado sobre a Planície Costeira Sul-Brasileira e o Escudo Cristalino Sul-Rio-Grandense, localizado na “metade sul” do Rio Grande do Sul, a chamada metade desfavorecida do Estado, mas com um grande potencial natural para a agropecuária, extrativismo e o turismo. Ao mesmo tempo, essas atividades têm colocado em risco a natureza. Para tentar compreender a complexidade da relação sociedade-natureza aí existente, formulou-se a questão que norteou o desenvolvimento da pesquisa: quais os elementos na paisagem que potencializam e/ou inibem a implementação e a sustentação dos sistemas agrícolas no município de São Lourenço do Sul – RS. Consideraram-se como hipóteses da pesquisa: (1) os terroirs existentes hoje, foram construídos a partir de um referencial histórico; (2) alguns terroirs se afirmam como características do aprimoramento técnico e produtivo; (3) aconteceram modificações nos terroirs no contexto histórico do município; (4) nas unidades da paisagem há sinais de desestruturação do terroir da batata e surgimento de novos terroirs como o fumo. Através da observação criteriosa da paisagem é possível constatar e interpretar a dinâmica resultante da interação entre o potencial ecológico, a exploração biológica e a ação antrópica, conceitos trabalhados por Bertrand, Sotchava e Tricart, entre outros, e que foram usados como referencial teórico e metodológico da pesquisa, para a definição e interpretação das unidades da paisagem e seus terroirs. Cada uma das unidades da paisagem e os seus terroirs representam uma porção local, com dinâmica e funcionamento diferenciados, relacionando elementos da morfologia da paisagem e a ocupação do território através dos seus sistemas produtivos, em estreita relação com o contexto histórico, abordagem usada por Deffontaines. A coleta de dados constou de observação dos indicadores visuais como a ocupação, as práticas, as estruturas, as relações e as formas de apropriações, de entrevistas com agricultores e informantes-chave do município, da análise documental, de fotografias e do mapeamento do meio físico. Como resultado foi produzido o Perfil e o Mapeamento das Unidades da Paisagem de São Lourenço do Sul, distinguindo as seguintes unidades de paisagem e terroir: Unidade de Paisagem Planície (terroir do arroz), Unidade de Paisagem Colinas (terroir da soja e milho e gado leiteiro), Unidade de Paisagem Colinas/Domos (terroir da batata, feijão e fumo) e Unidade de Paisagem Domos/Platôs (pecuária extensiva), que apresentam características originais e se manifestam em escala variadas de observação. Pode-se verificar a estreita relação do contexto histórico na construção e na modificação das unidades de paisagem e terroirs, resumida em três momentos distintos: a colonização pelos portugueses, a imigração dos pomeranos e a modernização da agricultura; e também a desestruturação do terroir da batata e o surgimento do terroir do fumo.
Abstract The municipality of São Lourenço do Sul is situated upon the Coastal Plain in southern Brazil and the Crystalline Shield at the south of the Rio Grande do Sul, a region which is known as the disfavored area of the state, but with a natural potential for agriculture, livestock, extraction and tourism. At the same time, those activities have put in risk the nature. For trying to understand the complexity of the society-nature relationship, which exists there, a guiding question has been formulated in order to develop this research: which are the elements of the landscape that strength and/or inhibit the implementation and sustenance of the agricultural systems within São Lourenço do Sul. It has been considered the following hypotheses: (1) the nowadays terroirs have been constructed from a historical reference; (2) some terroirs are confirmed as characteristics coming from their technical and productive enhancement; (3) there have been some changes on the terroirs that have occurred within the historical context of the municipality; (4) inside the lanscape units there are some signals of distructuring within the terroir of potato and the emergence of new terroirs like tobacco. Through a critical observation of the landscape, it is possible to prove and make interpretations about the dynamisms that resulted from the interaction among the ecological potential, the biological exploration and the anthropic action, concepts which are worked by Berthand, Stchava and Tricart, among other authors, and were used as theoretical and methodological reference of research, for defining and interpreting the landscape units and their terroirs. Each one of the landscape units and their terroirs represent a local portion, with differentiated dynamisms and functioning, relating elements of landscape’s morphology and the occupation of the territory throughout their productive systems, in a stretched relationship with the historical context. It’s an aproache used by Deffontaines. The collected data comprised the observation of visual indicators such as occupations, practices, structures, relationships and forms of appropriation; the interviews with farmers and key informants, the documental analysis, pictures and the mapping of the physical area. As a result, it has been produced a Profile and a Mapping, distinguishing the following landscape units and terroirs: Plain Landscape Unit (terroir of rice), Hill Landscape Unit (terroir of soya, maize and milked cows), Hill/Dome Landscape Unit (terroir of potato, beans and tobacco) and Dome/Plateau Landscape Unit (extensive livestock); which show original characteristics and are manifested in various scales of observation. It could be verified the stretched relationship of the historical context during the construction and modification of the landscape units and terroirs, which are summarized in three moments: the colonization by Portuguese, the Pomeranian immigration and the modernization of agriculture; and also, the distructuring of the terroir of potato and the emergence of the terroir of tobacco.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11010
Arquivos Descrição Formato
000602635.pdf (2.222Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.