Repositório Digital

A- A A+

Estudo sobre os critérios para o projeto estrutural do sistema de escoramentos de lajes de concreto armado em edificações comerciais

.

Estudo sobre os critérios para o projeto estrutural do sistema de escoramentos de lajes de concreto armado em edificações comerciais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo sobre os critérios para o projeto estrutural do sistema de escoramentos de lajes de concreto armado em edificações comerciais
Autor Weimer, Bianca Funk
Orientador Masuero, Joao Ricardo
Co-orientador Salvador, Paulo Fernando
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho versa sobre os parâmetros a serem considerados no projeto estrutural de escoramentos em lajes de concreto armado de edificações comerciais. O propósito do trabalho é obter subsídios para determinar a disposição do escoramento remanescente, de modo que as solicitações na fase construtiva possam ser suportadas pela estrutura de concreto, que é projetada para o uso final, sem que sejam causados danos à mesma. Para estimar as cargas existentes durante essa fase, buscou-se, na literatura, um modelo de cálculo simplificado que permitisse analisar a transferência de cargas entre escoras em função do tipo de cimento utilizado, do ciclo de execução e do número de pavimentos conectados pelo escoramento remanescente. O modelo utilizado foi o proposto por Grundy e Kabaila. Foram escolhidos vários tamanhos de lajes retangulares, com diferentes condições de vinculação nas suas bordas, as quais foram projetadas, primeiramente, para as cargas de projeto, através do uso de coeficientes de ponderação para carregamentos de longa duração. Foram estimadas, a partir das taxas de armadura obtidas, as solicitações correspondentes às cargas na fase construção, através do uso de coeficientes de ponderação para carregamentos de curta duração. A partir disso, foram realizados testes em que o número e a disposição das escoras variavam progressivamente, buscando-se encontrar momentos gerados pelas cargas construtivas menores ou iguais aos momentos máximos admissíveis de curta duração. Os resultados encontrados mostraram que somente lajes muito pequenas, nas quais a totalidade das armaduras foram armaduras mínimas, possuem resistência suficiente para suportar a carga gerada pelos escoramentos, durante a fase de construção, com os coeficientes de segurança indicados por norma. Para outros casos, não é possível estabelecer uma disposição de escoramento que atenda ao critério de segurança. Embora o sistema de escoramento gere solicitações maiores que as correspondentes às cargas de serviço, os momentos resistentes limites últimos das lajes não foram ultrapassados, exceto em poucos casos não usuais em que apenas uma escora central era utilizada. Como regra geral, os resultados obtidos no estudo apontam para que as lajes devam ser projetadas tanto para as cargas de serviço quanto para as cargas decorrentes da etapa de construção.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/110136
Arquivos Descrição Formato
000951875.pdf (1.484Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.