Repositório Digital

A- A A+

Deformação permanente de revestimentos asfálticos com diferentes ligantes : comparação de desempenho através do parâmetro flow number

.

Deformação permanente de revestimentos asfálticos com diferentes ligantes : comparação de desempenho através do parâmetro flow number

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Deformação permanente de revestimentos asfálticos com diferentes ligantes : comparação de desempenho através do parâmetro flow number
Autor Barros, Larissa Montagner de
Orientador Ceratti, Jorge Augusto Pereira
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O modal rodoviário é de grande importância no País, sendo utilizado como meio de locomoção tanto de cargas quanto de passageiros. Das rodovias pavimentadas, a maior parte tem concreto revestimento em concreto asfáltico. Os revestimentos podem apresentar diversas patologias devido às solicitações sofridas. Entre as patologias encontradas no revestimento de concreto asfáltico destaca-se a deformação permanente, que pode ser caracterizada pelo afundamento nas trilhas de roda. Sendo assim, este trabalho versa sobre a comparação de desempenho de misturas asfálticas com diferentes ligantes, através do parâmetro Flow Number, que avalia a deformação permanente da mistura. Para a obtenção deste parâmetro foram realizados ensaios uniaxiais de carga repetida. Estes ensaios foram realizados com quatro misturas. Os materiais utilizados nas misturas foram, agregados pétreos de origem basáltica e três diferentes ligantes asfálticos: o ligante convencional CAP 50/70, o ligante modificado por polímeros elastoméricos CAP 60/85-E e o ligante modificado com borracha de pneus CAP AB-8; utilizou-se também o CAP 50/70 com a adição de aditivo para mistura morna. Nas quatro misturas estudadas utilizaram-se agregados enquadrados na faixa-C do DNIT, variando somente o ligante. Assim, esperava-se que os resultados encontrados com a mistura dosada com o CAP AB-8 apresentasse melhores resultados em comparação com os demais. Porém, os resultados encontrados mostraram que o CAP AB-8 obteve FN baixo, demostrando que a mistura dosada com este CAP não apresenta uma boa resistência à deformação permanente, consideranso-se este parâmetro. Por outro lado, a mistura com o CAP 60/85-E não atingiu FN durante os 10.000 ciclos, demostrando ser a melhor mistura estudada no presente trabalho.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/110142
Arquivos Descrição Formato
000951991.pdf (2.259Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.