Repositório Digital

A- A A+

Umidade ascendente em paredes internas : avaliação de desempenho de bloqueadores químicos

.

Umidade ascendente em paredes internas : avaliação de desempenho de bloqueadores químicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Umidade ascendente em paredes internas : avaliação de desempenho de bloqueadores químicos
Autor Rodrigues, Júlio César Maciel
Orientador Oliveira, Cristiane Sardin Padilla de
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Diversas manifestações patológicas nas edificações são devidas às umidades, entre elas está umidade ascensional, que ocorre por falta ou má impermeabilização das fundações. Este trabalho caracterizou os vários tipos de ocorrência a fim de fazer as suas diferenciações. Além de mostrar técnicas de prevenção da ocorrência de umidade ascendente por meio de uma correta impermeabilização das fundações, e para os casos em que isso não foi possível, apresenta uma técnica de correção, na qual foram analisados produtos que visam estancar a umidade na base da alvenaria de tijolos maciços. Descreve o método de aplicação e execução para os diferentes produtos analisados. Por fim, através de ensaio em laboratório com oito prismas de tijolos maciços com juntas de 2 cm assentados sobre uma base de argamassa de 3 cm de espessura, foi observado que, após a introdução destes corpos de prova em uma bacia estanque com lâmina de água de 1 cm na sua base, o sistema levou entre 24 a 36 horas para a saturação. Após furação dos prismas a 5 cm da base e aplicação de três bloqueadores químicos, seis prismas foram mantidos na bacia com água (dois para cada produto) e dois em uma bacia sem água. Após, foram realizadas leituras semanais para a verificação da perda de massa dos prismas em função da evaporação da água através do bloqueio químico. Foi observado que, após seis semanas de ensaio, cerca de 70% da umidade contida nos prismas evaporou que estavam na bacia com água evaporou e quase 100% da umidade contida nos prismas que ficaram na bacia sem água foi evaporada. Com isso, foi possível comprovar que estes produtos promoveram o bloqueio nos tubos capilares dos prismas. Porém, em função do curto prazo em que se desenvolveu este ensaio, não foi possível concluir se os produtos possuem bom desempenho em uma parede com umidade ascendente. Foi verificado também que a aplicação com uso de funil, especificado pelos fabricantes, se mostrou inadequada quando se realizam grandes reparos, além de promoverem desperdício de material.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/110147
Arquivos Descrição Formato
000951989.pdf (1.101Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.