Repositório Digital

A- A A+

Ação da glutamina sobre o estresse oxidativo e processo inflamatório na insuficiência hepática aguda grave

.

Ação da glutamina sobre o estresse oxidativo e processo inflamatório na insuficiência hepática aguda grave

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ação da glutamina sobre o estresse oxidativo e processo inflamatório na insuficiência hepática aguda grave
Autor Schemitt, Elizângela Gonçalves
Orientador Marroni, Norma Anair Possa
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Estresse oxidativo
Falência hepática aguda
Fígado
Glutamina
Toxicidade
[en] Antioxidants
[en] Free radicals
[en] Hepatotoxicity
[en] Lipid peroxidation
[en] Liver
Resumo Introdução: A Insuficiência Hepática Aguda Grave (IHAG) é uma síndrome clínica rara, caracterizada por uma disfunção grave e súbita das células do fígado. A tioacetamida (TAA) é uma hepatotoxina, cuja administração em ratos causa a morte de células hepáticas por necrose centro lobular e promove o aumento da formação de espécies reativas de oxigênio (ERO). A glutamina é um aminoácido precursor para a síntese de glutationa. Objetivo: Avaliar o efeito antioxidante da glutamina em modelo experimental IHAG induzida por TAA em ratos. Métodos: Foram utilizados ratos machos Wistar, divididos em 4 grupos por tempo de avaliação: controle, glutamina (25 mg/kg), tioacetamida (400 mg/kg) e animais que receberam tioacetamida e glutamina. Os animais foram avaliados em 24, 36 e 48 horas. Foi coletado sangue para análises de AST, ALT, FA, BT e CRE e amostras de fígado para avaliar a lipoperoxidação (TBARS), a atividade das enzimas antioxidantes (SOD, GPx, CAT e GST), avaliação histológica e análise imuno-histoquímica de NF-kB, TNF-a e iNOS. Resultados: Os níveis de TBARS e a atividade das enzimas antioxidantes SOD e GST mostraram-se significativamente diminuídos nos animais dos grupos tratados com glutamina quando comparados com os animais dos grupos TAA. A atividade da CAT mostrou-se aumentada nos animais que receberam a glutamina em comparação aos animais dos grupos TAA. A atividade da GPx diminuiu significativamente nos grupos tratados com glutamina quando avaliada em 36 e 48 horas quando comparada com os animais dos grupos TAA, nestes tempos. O dano tecidual e a expressão de NF-kB, TNF-a e iNOS foram significativamente menores nos animais tratados com glutamina. Conclusão: A tioacetamida causa alterações em alguns parâmetros bioquímicos, histológicos e no processo inflamatório, por sua vez a glutamina exerce ação protetora ao fígado dos danos gerados pela tioacetamida no modelo de IHAG.
Abstract Introduction: Severe acute liver failure (SALF) is a rare clinical syndrome characterized by severe and sudden dysfunction of liver cells. The administration of the hepatotoxin thioacetamide (TAA) in rats causes the death of liver cells by necrosis and lobular center promotes increased formation of reactive oxygen species (ROS). Glutamine is a precursor for the synthesis of glutathione amino acid. Objective: To evaluate the antioxidant effect of glutamine in IHAG experimental model in rats induced by TAA. Methods: Male Wistar rats were divided into 4 groups by evaluation period: control, glutamine (25 mg / kg), thioacetamide (400 mg / kg) and animals that received thioacetamide and glutamine. Animals were evaluated at 24, 36 and 48 hours. Blood was collected for analysis of AST, ALT, ALP, BT and CRE and liver samples to assess lipid peroxidation (TBARS), the activity of antioxidant enzymes (SOD, GPx, CAT and GST), histological and immunohistochemical analysis NF-kB, iNOS and TNF-a. Results: The levels of TBARS and the activity of antioxidant enzymes SOD and GST were significantly decreased in animals in groups treated with glutamine compared with those for groups TAA. CAT activity was shown to be increased in animals receiving glutamine compared to groups TAA. The GPx activity decreased significantly in the groups treated with glutamine when evaluated at 36 and 48 hours compared with those for groups TAA in these times. The tissue damage and the expression of NF-kB, iNOS and TNF-a were significantly lower in animals treated with glutamine. Conclusion: The thioacetamide causes changes in some biochemical, and histological parameters in the inflammatory process, in turn glutamine exerts protective of the liver damage caused by thioacetamide in IHAG model action.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/110198
Arquivos Descrição Formato
000952141.pdf (2.399Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.