Repositório Digital

A- A A+

Philip dos civilizados, o selvagem da selva de pedra

.

Philip dos civilizados, o selvagem da selva de pedra

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Philip dos civilizados, o selvagem da selva de pedra
Outro título Philip dos civilizados : the wild boy from stone jungle
Autor Freitas, Claudia Rodrigues de
Resumo Este artigo analisa os modos de organizar a vida e aprendizagens de um menino em situação de sofrimento psíquico e desamparo social, a partir do momento em que é atendido em um espaço escolar. A experiência envolve a tessitura de redes de conversações entre aqueles que convivem com Philip, um menino encaminhado ao Atendimento Educacional Especializado (AEE), a partir do diagnóstico de autismo, uma das formas de dizer no campo do Transtorno Global de Desenvolvimento (TGD). O espaço de acolhimento proposto teve como intenção ampliar a forma de viver e de aprender de Philip. As intervenções surgem e se desenham a partir da invenção do brincar e se tornam visíveis no encontro do olhar, no sorriso, no manuseio dos objetos da vida comum e, fundamentalmente, na interação com as pessoas ao seu entorno. A inserção e invenção do/no espaço educativo tem o propósito de transformar o sofrimento em vida e possibilidades de aprendizagem. O resultado deste trabalho forja transformações estruturais na convivência entre Philip e todos aqueles em interação com ele. Redes de conversação, quando tecidas em rizoma, permitem a construção de saberes capazes de sustentar outro modo de viver.
Abstract This article analyzes the ways of organizing life and the learning processes of a boy experiencing psychic distress and social abandonment from the moment he receives care at a school facility. The experience involves the organization of a network of conversations among those who live with Philip, a boy who was referred to the Special Education Services (SES) based on the autism diagnosis, one of the disorders in the category of Pervasive Developmental Disorders (PDD). The assistance center proposed was aimed at expanding the way of living and learning of Philip. The interventions come up and develop themselves from the invention of playing and become visible through eye contact, smiles, when handling objects that are part of everyday life and mainly by interacting with people around him. The insertion and invention of/in the educational space is aimed at transforming the suffering in life and learning possibilities. The result of this work creates structural transformations in the coexistence between Philip and all the individuals that interact with him. When consolidated conversation networks enable the construction of knowledge areas that are able to support another way of living.
Contido em Revista educação especial. Santa Maria, RS. Vol. 27, n. 49 (maio/ago. 2014), p. 431-446
Assunto Atendimento especializado
Inclusão escolar
[en] Pervasive developmental disorders
[en] School inclusion
[en] Special education
[en] Special education services
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/110359
Arquivos Descrição Formato
000947325.pdf (583.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.