Repositório Digital

A- A A+

Estresse oxidativo na criopreservação do sêmen eqüino

.

Estresse oxidativo na criopreservação do sêmen eqüino

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estresse oxidativo na criopreservação do sêmen eqüino
Outro título Oxidative stress in equine semen cryopreservation
Autor Bustamante Filho, Ivan Cunha
Orientador Jobim, Maria Ines Mascarenhas
Co-orientador Dutra Filho, Carlos Severo
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Criopreservação
Eqüino
Estresse oxidativo
Produção animal
Sêmen
Resumo A criopreservação de sêmen é um processo de grande estresse celular, que impõe aos espermatozóides condições extremamente desfavoráveis à manutenção de sua viabilidade. Diversos estudos propõem que a produção excessiva de espécies reativas de oxigênio e a perda da capacidade antioxidante do sêmen potencializam os efeitos prejudiciais dessa biotécnica. O objetivo do presente estudo foi avaliar as atividades antioxidantes enzimáticas e não enzimáticas e a concentração de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBA-RS), como indicador de lipoperoxidação do sêmen eqüino, durante a criopreservação. Quinze ejaculados de seis garanhões comprovadamente férteis da raça Crioula, foram submetidos a criopreservação, utilizando-se diluente comercial à base de citrato-Hepes, gema de ovo e leite. Foram avaliadas as atividades das enzimas catalase, glutationa peroxidase e superóxido dismutase; o potencial antioxidante total e a concentração de TBARS no sêmen fresco, diluído e congelado. Uma maior atividade das três enzimas estudadas foi observada no sêmen fresco em relação ao sêmen diluído e congelado (p<0,0001), não havendo diferença entre os dois últimos (p>0,05). Não houve diferença na atividade antioxidante não enzimática nas três fases estudadas (p>0,05). Não foi observada nenhuma associação tanto das defesas antioxidantes enzimáticas como das não enzimáticas com a qualidade do sêmen congelado. A queda na motilidade do sêmen congelado pode ser parcialmente explicada pelo aumento da peroxidação dos lipídios do sêmen.
Abstract Semen cryopreservation is a stressful procedure which exposes spermatozoa to harmful conditions leading to reduced cell viability. Several studies propose that reactive oxygen species overproduction and decreased antioxidant capacity of semen may increase the damaging effects of the technique. The aim of this work was to evaluate the enzymatic and nonenzymatic antioxidant activity, as well as the concentration of thiobarbituric acid reactive substances (TBA-RS) as and indicator of lipid peroxidation on equine semen during cryopreservation. Fifteen ejaculates from six fertile Criollo stallions were cryopreserved using a commercial extender (citrate-Hepes, egg yolk and skim milk). Activity of catalase, glutathione peroxidase and superoxide dismutase; the total radical-trapping antioxidant potential and TBA-RS content was assessed in native semen, semen diluted in semen extender and thawed semen. All three enzymes showed higher activities in native semen than in diluted and thawed semen (p<0,0001). No difference was observed between diluted and thawed semen (p>0,05). The non-enzymatic defenses did not differ along cryopreservation process (p>0,05). There was not any association between semen quality and both enzymatics and non-enzymatics antioxidant defenses. The decreasing of spermatozoa motility might be partially explained by the increase in semen lipoperoxidation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11051
Arquivos Descrição Formato
000605071.pdf (302.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.