Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do efeito da presença do biofilme de Enterococcus faecalis no canal radicular sobre a manutenção da substantividade da clorexidina a 2% : estudo in vitro

.

Avaliação do efeito da presença do biofilme de Enterococcus faecalis no canal radicular sobre a manutenção da substantividade da clorexidina a 2% : estudo in vitro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do efeito da presença do biofilme de Enterococcus faecalis no canal radicular sobre a manutenção da substantividade da clorexidina a 2% : estudo in vitro
Autor Böttcher, Daiana Elisabeth
Orientador Grecca, Fabiana Soares
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Clorexidina
Endodontia
Enterococcus faecalis
[en] Chlorhexidine
[en] Enterococcus faecalis
[en] Substantivity
Resumo Introdução: O objetivo do presente estudo foi correlacionar o efeito antimicrobiano residual e a substantividade da solução de clorexidina a 2%, em dentina humana de dentes extraídos e contaminada com E. faecalis, por 48 horas, 7 e 30 dias. Metodologia: Cento e vinte e três dentes humanos extraídos foram utilizados para esse estudo. As amostras foram divididas em quatro grupos conforme a solução irrigadora utilizada (CHX 2% ou soro fisiológico) e na presença ou ausência do biofilme de Enterococcus faecalis. As amostras foram mantidas em contato com a respectiva solução durante 5 minutos. Cada grupo foi distribuído aleatoriamente em 3 subgrupos de acordo com o período de avaliação (n=10). A quantidade de CHX presente foi avaliada através de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) e a viabilidade bacteriana foi analisada através de microscópio confocal a laser (CLSM). A análise estatistica foi feita através dos testes de Kruskal-Wallis e Mann-Whitney U (P<.05) e teste de correlação de Spearman (P<.01). Resultados: Houve uma correlação negativa entre o percentual de células viáveis e a quantidade de CHX remanescente (P = .000). A CHX reduziu significativamente o percentual de células viáveis em relação ao soro após 48 horas (P = .007). A diferença foi mantida no período de 7 dias (P = .001). Após 30 dias, o grupo CHX apresentou um aumento da viabilidade bacteriana tornando-se semelhante ao soro (P = .623). Simultaneamente, a quantidade de CHX reduziu significativamente após 30 dias (P = .000). Conclusão: Os resultados do presente estudo indicam que a CHX a 2% foi detectada nos periodos de 48 horas e 7 dias, mantendo reduzido o percentual de células viáveis. A presença de microrganismos na dentina humana não alterou a quantidade de CHX residual.
Abstract Introduction: The aim of this study was to correlate the bacterial viability and the presence of 2% chlorhexidine (CHX) on dentin by means of confocal laser scanning microscope (CLSM) and high-performance liquid chromatography (HPLC) for 48 hours, 7 and 30 days. Methods: One hundred twenty three extracted human teeth were used. Samples were divided into 4 groups according to the solution (CHX or saline) and the presence of Enterococus faecalis biofilm. Samples were kept in contact with 5mL of the solution for 5 minutes. Each group was divided into 3 subgroups according to the evaluation period (n = 10). Statistical analysis was performed by using the Kruskal- Wallis, Mann-Whitney U tests (P < .05) and Spearman’s Rank Correlation Coefficient (P < .01). Results: There was a negative correlation between the percentage of live cells and the amount of remaining CHX (P = .000). CHX significantly reduced the percentage of viable cells compared to saline after 48 hours (P = .007). Differences were maintained in the 7-day evaluation (P = .001). After 30 days, CHX group presented an increase of viable cells, thereby becoming similar to saline (P = .623). Simultaneously, remaining CHX significantly reduced in the 30-day specimens (P = .000). Conclusion: The results of this study indicate that 2% CHX solution was detected for 48 hours and 7 days, keeping a low percentage of viable cells. The presence of microorganisms on human dentin did not affect 2% chlorhexidine maintenance.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/110768
Arquivos Descrição Formato
000949748.pdf (26.35Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.