Repositório Digital

A- A A+

Identidade não é documento : narrativas de ruptura e continuidade nas migrações contemporâneas

.

Identidade não é documento : narrativas de ruptura e continuidade nas migrações contemporâneas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Identidade não é documento : narrativas de ruptura e continuidade nas migrações contemporâneas
Autor Etcheverry Burgueno, Daniel Angel
Orientador Jardim, Denise Fagundes
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia social.
Assunto Antropologia social
Documentos
Identidade
Imigração
Migração
[en] Documents
[en] Foreinger
[en] Identity
[en] Immigrant
[en] Migration
Resumo Este é um estudo antropológico sobre as experiências de imigrantes estrangeiros provenientes de países sul-americanos na Região Metropolitana de Porto Alegre. Ao observar as experiências de rupturas dessas pessoas, pretendo analisar como elas lidam com as situações do cotidiano em sua interação com cidadãos brasileiros e com as instituições nacionais. Focalizo nas questões relativas à obtenção e negociação do valor dos documentos como experiência de negociação de sua identidade. Nesse contexto, observo também quais são os aspectos relativos à representação do “estrangeiro” e do “imigrante” que atravessam tal negociação. Para tanto, torna-se necessário compreender o fenômeno migratório, as políticas migratórias nacionais e os discursos sobre o fenômeno migratório produzidos e reproduzidos por organizações que lidam com a questão migratória, dentro do contexto sócio-político de um jogo entre Estados-nacionais do qual o Brasil faz parte. Observarei quais são os atores envolvidos na negociação de políticas migratórias e como eles posicionam-se frente às experiências dos sujeitos que vivem cotidianamente o deslocamento. As narrativas dos sujeitos de pesquisa – imigrantes estrangeiros que em algum momento de sua trajetória estiveram na situação de precisar negociar sua entrada e permanência no Brasil – constituem o principal recurso das análises subseqüentes.
Abstract The following is na anthropological study of the experiences of immigrants from Southamerican countries in the metropolitan area of the city of Porto Alegre, in southern Brazil. Upon observing their experiences of rupture, I intend to analyze how they deal with everyday situations, as they interact with Brazilian citizens and institutions. Thus, it is necessary to understand the migratory phenomenon, the national immigration policies and the discourses about the migration that are produced and reproduced by the organizations that deal with the migration, within the socio-political context of a interaction among national states in which Brazil takes part. I observ which are the agents involved and how they positionate before the experiences of the subjects that go through displacement experiences in their everyday lives. The research subjects´narratives – foreing immigrants who were, at some moment during their lives, involved in the process of obtraining and negotiating their doccuments, - constitute hte main source for the subsequent analysis.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11147
Arquivos Descrição Formato
000606708.pdf (1.448Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.