Repositório Digital

A- A A+

Petróleo e segurança internacional : aspectos globais e regionais das disputas por petróleo na África Subsaariana

.

Petróleo e segurança internacional : aspectos globais e regionais das disputas por petróleo na África Subsaariana

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Petróleo e segurança internacional : aspectos globais e regionais das disputas por petróleo na África Subsaariana
Autor Oliveira, Lucas Kerr de
Orientador Cepik, Marco Aurelio Chaves
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais.
Assunto África
Angola
Estados Unidos
Nigéria
Petróleo
Relações internacionais
Segurança internacional
Segurança internacional
Sudão
[en] Angola
[en] China
[en] Energy crisis
[en] International security
[en] Nigeria
[en] Oil
[en] Oil Peak
[en] Sub- Saharan Africa
[en] Sudan
[en] United states
Resumo A importância do petróleo tem sido revisada nos últimos anos, principalmente pelo reconhecimento de sua função estratégico-militar, tanto no século XX, onde o controle sobre este recurso permitiu a ascensão de grandes potências, como em alguns dos conflitos atuais. Estes passaram a incluir a África nas disputas globais por petróleo. O contexto mundial se torna complexo com o aprofundamento da crise petrolífera mundial, em meio a crise de acumulação de capitais e hegemonia, ambas iniciadas nos anos 1970. O aumento dos conflitos regionais e a intensa competição entre as grandes potências por recursos energéticos cada vez mais escassos, passam a ser variáveis essenciais para a análise dos problemas de Segurança Internacional. Neste contexto o continente africano, responsável por 12% da produção petrolífera mundial, ganha ainda maior relevância global por ter dobrado o volume de suas reservas, que na porção subsaariana aumentou quase três vezes desde os anos 1980. As disputas por petróleo se misturam em meio a conflitos históricos ampliando-os e gerando novos ciclos de violência. Nos maiores produtores subsaarianos como Angola, Nigéria e Sudão, ampliam e criam novas disputas entre governo e províncias produtoras. No nível global, corporações estadunidenses e chinesas passam a disputar diretamente o acesso ao petróleo africano, apoiados pelos respectivos governos que intensificam sua presença regional na forma de investimentos, acordos comerciais, diplomáticos e militares, de treinamento e defesa, transferência de armas e instalação de bases militares. Assim, o petróleo se torna central, tanto para entender a atual dinâmica destes conflitos subsaarianos, no nível regional, como nas disputas por influência no subcontinente envolvendo China e Estados Unidos.
Abstract The importance of oil has been revised in the latest years, mainly due to its strategic-military function, not only in the twentieth century, when control over this resource allowed the rise of great powers, but also in current conflicts. The latest included Africa in the global disputes over oil. Global context becomes complex as the world-wide oil crisis gets deeper, during the crisis of capital accumulation and hegemony, both having started in the 1970s. The intensification of regional conflicts and intense competition among great powers over increasingly scarce energetic resources are essential variables to the analysis of International Security problems. In this context, the African continent, responsible for 12% of world oil production, becomes globally more relevant for having doubled its reserves volume. In the subsaharan portion it has almost tripled since the 1980s. Disputes over oil make historical conflicts greater and create new cycles of violence. In the greatest sub-shaharan oil producers, such as Angola, Nigeria and Sudan these conflicts create new disputes between government and producing provinces. In a global level, North-American and Chinese corporations compete directly for access to African oil, supported by the respective governments that intensify their regional presence in the form of investments, commercial, diplomatic and military agreements, training and defense agreements, transference of weapons and installation of military bases. Thus, oil becomes central to understand the current dynamics of these sub-saharian conflicts in the regional level as well as the disputes for influence on the subcontinent involving China and United States of America.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11150
Arquivos Descrição Formato
000607059.pdf (3.392Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.