Repositório Digital

A- A A+

Sepse e choque séptico no período neonatal : atualização e revisão de conceitos

.

Sepse e choque séptico no período neonatal : atualização e revisão de conceitos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sepse e choque séptico no período neonatal : atualização e revisão de conceitos
Outro título Neonatal sepsis and septic shock : concepts update and review
Autor Silveira, Rita de Cássia dos Santos
Giacomini, Clarice Beatriz
Procianoy, Renato Soibelmann
Resumo A sepse neonatal e a síndrome da resposta inflamatória sistêmica, que antecede o choque séptico, se manifestam como um estado não específico, o que pode retardar o diagnóstico precoce do choque séptico, razão pela qual a mortalidade desta condição permanece elevada. O diagnóstico precoce envolve a suspeita de choque séptico em todo recém nascido apresentando taquicardia, desconforto respiratório, dificuldade de alimentação, tônus alterado, cor alterada, taquipnéia e perfusão reduzida, especialmente na presença de histórico materno de infecção periparto, como corioamnionite ou ruptura prolongada de membranas ovulares. O presente artigo tem como objetivo revisar o conhecimento atual a respeito das peculiaridades do período neonatal, da dinâmica da circulação fetal e da variável idade gestacional. O choque séptico no recém-nascido não é choque séptico do adulto pequeno. No recém-nascido, o choque séptico é predominantemente frio, caracterizado por redução do débito cardíaco e alta resistência vascular sistêmica (vasoconstrição). O tempo é fundamental no tratamento para reversão do choque séptico. A revisão da literatura, baseada em buscas em bases indexadas, fornece subsídios para o manejo do recém-nascido.
Abstract The nonspecific presentation of neonatal sepsis and systemic inflammatory response syndrome preceding septic shock delay the early diagnosis of septic shock and increase its mortality rate. Early diagnosis involves suspecting septic shock in every newborn with tachycardia, respiratory distress, difficult feeding, altered tonus and skin coloration, tachypnea and reduced perfusion, specially in case of maternal peripartum infection, chorioamnionitis or long-term membranes rupture. This article aims to review current knowledge on neonatal period peculiarities, fetal circulation dynamics, and the pregnancy age variable. Newborn septic shock is not just a small adult shock. In the newborn, the septic shock is predominantly cold and characterized by reduced cardiac output and increased systemic vascular resistance (vasoconstriction). Time is fundamental for septic shock reversion. The indexed-databases literature review provides subside for the newborn management.
Contido em Revista brasileira de terapia intensiva. São Paulo. Vol. 22, n. 3 (jul./set. 2010), p. 280-290
Assunto Choque séptico
Citocinas
Mortalidade neonatal
Recém-nascido
Sepse
Síndrome de resposta inflamatória sistêmica
[en] Cytokines
[en] Infant, newborn
[en] Neonatal mortality (Public Health)
[en] Sepsis
[en] Shock, septic
[en] Systemic inflammatory response syndrome
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/111613
Arquivos Descrição Formato
000946128.pdf (179.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.