Repositório Digital

A- A A+

Capacidade diagnóstica da radiografia convencional e da tomografia computadorizada de feixe cônico para a detecção do canal mésio-palatino em molares superiores

.

Capacidade diagnóstica da radiografia convencional e da tomografia computadorizada de feixe cônico para a detecção do canal mésio-palatino em molares superiores

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Capacidade diagnóstica da radiografia convencional e da tomografia computadorizada de feixe cônico para a detecção do canal mésio-palatino em molares superiores
Autor Vizzotto, Mariana Boessio
Orientador Silveira, Heloísa Emília Dias da
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Canais radiculares
Radiografia : Diagnostico
Radiografia computadorizada
[en] Cone beam computed tomography
[en] Conventional radiography
[en] Diagnosis
[en] Endodontic canal system
Resumo As dificuldades impostas pela anatomia do sistema de canais radiculares são causas freqüentes de falhas no tratamento endodôntico, principalmente no primeiro molar superior onde a prevalência do canal mésio-palatino (MP) é variável. A condição clínica do dente e a presença de materiais restauradores ou obturadores parecem impor dificuldades para a detecção da presença do canal MP, especialmente quando métodos de imagem são utilizados. Assim, este estudo teve como objetivos: i) avaliar a capacidade diagnóstica da radiografia convencional e da tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) com diferentes tamanhos de voxel na detecção do canal MP em diferentes situações radiculares; e, ii) avaliar a reprodutibilidade do diagnóstico do canal MP nas mesmas condições. Exames radiográficos e tomográficos (voxel 0.2-mm, 0.25-mm e 0.3-mm), de oitenta e nove molares superiores humanos extraídos foram realizados em três etapas: canal mésio-vestibular (MV) vazio, obturado e após a desobturação. Em seguida, foi realizada a infiltração de corante e diafanização dos dentes. Para a análise estatística utilizou-se o software PASW Statistics 17.0. Para o primeiro objetivo, um examinador, cegado e calibrado, avaliou as imagens para a detecção do canal MP. Como resultados desse estudo pôde-se observar que a TCFC é um método complementar fidedigno para a investigação do canal MP. Em dentes com o canal MV obturado deve-se escolher o protocolo 0.2-mm, entretanto para canais radiculares sem preparo e sem obturação e canais desobturados, a escolha do tamanho de voxel 0.3-mm mostrou-se suficiente para um correto diagnóstico. Para o segundo objetivo proposto, três examinadores, calibrados e cegados, avaliaram as imagens e diagnosticaram a presença ou ausência do canal MP. Na avaliação de reprodutibilidade de diagnóstico, pode-se concluir que a condição do canal foi o fator mais relevante para a variação nos resultados quando comparado ao tamanho do voxel e experiência do examinador. Esses resultados devem ser considerados quando existe a suspeita da presença de um canal MP em um dente onde o re-tratamento endodôntico for necessário, visto que a remoção do material antes da solicitação do exame por imagem reduz os artefatos permitindo a utilização de um protocolo com voxel 0.3-mm, que se mostrou capaz de permitir um correto diagnóstico com menor dose de exposição para o paciente.
Abstract The difficulties imposed by the anatomy of the root canal system are a frequent cause of endodontic treatment failures, especially in upper first molars where the prevalence of the second mesiobuccal canal (MB2) is variable. Several methods have been proposed to detect this root canal, but also is important to consider the influence of the clinical condition of the over tooth its the correct diagnosis. Therefore, this study was aimed: i) to assess the diagnostic ability of conventional radiography and CBCT with different voxel sizes in the detection of MB2 in different root conditions; and, ii) to assess the reproducibility of this diagnosis under the same conditions. Radiographs and CBCT scans (0.2-mm, 0.25-mm and 0.3-mm voxel) of eighty-nine extracted human molars were performed in three steps: first mesiobuccal canal (MB1) non filled, filled and after deobturation. Then, samples were cleared. Three examiners, calibrated and blinded, evaluated the images and pointed out the presence or absence of MB2. Statistical analysis was crried on with the PASW Statistics 17.0 software. It was observed that CBCT is a secure complementary method for investigating the presence of MB2. Moreover, when the MB1 canal is filled should be choose the 0.2-mm protocol. The 0.3-mm voxel size images proved to be adequate for a correct diagnosis when the MB1 was non filled or deobturated. In the assessment of diagnostic reproducibility, it can was concluded that the MB1 seemed to be a determinant factor for the result outcome canal condition when compared to the voxel size and the examiner’s experience. These results should be considered when an endodontic re-treatment was indicated, specially when the presence of a MB2 is suspected. The removal of endodontic material prior to request the images exams reduces the presence of artifacts, allowing the use of the 0.3-mm voxel protocol. It was able to allow a correct diagnosis with less patient exposure to the X ray.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/111698
Arquivos Descrição Formato
000818203.pdf (407.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.