Repositório Digital

A- A A+

A narrativa em primeira pessoa em filme de ficção: relação com o espectador em A Era do Rádio (1987), de Woddy Allen

.

A narrativa em primeira pessoa em filme de ficção: relação com o espectador em A Era do Rádio (1987), de Woddy Allen

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A narrativa em primeira pessoa em filme de ficção: relação com o espectador em A Era do Rádio (1987), de Woddy Allen
Autor Fagundes, Gustavo Duarte
Orientador Rossini, Miriam de Souza
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Comunicação Social: Habilitação em Jornalismo.
Assunto A Era do Rádio (Filme)
Narrativa cinematográfica
[en] Communication
[en] Narration
[en] Spectator
Resumo O presente trabalho trata das relações que o cinema, mais especificamente o cinema de ficção dotado de narrador em primeira pessoa, estabelece com os espectadores. A pesquisa tem a meta de explorar a utilização de camadas sobre camadas de narradores e seus respectivos interlocutores ao longo de todo filme A era do rádio (1987), de Woody Allen, por meio de uma amostra de trechos que ora são descritos, ora decupados e analisados. A partir de reflexões sobre o destinatário da obra de ficção de um autor, sobre o valor do enunciado de narradores no universo da diegese, sobre proposições teóricas para relacionar o tempo da história e do discurso, sobre a confiabilidade do narrador, o trabalho aborda os planos de enunciação em uma obra fílmica. Para estudar o filme com narrador em primeira pessoa, esta pesquisa se apoiou, principalmente, em conceitos das instâncias discursivas da codificação de um texto ou uma obra de arte, de Yvancos e Eco, bem como da estratégia do autor-modelo e da competência enciclopédica exigida do receptor, de Eco, da narração implícita de uma entidade que “fala” cinema ou que agencia as diversas matérias de expressão fílmica, de Gaudreault e Jost, da verossimilhança de uma história originada desde o pano de fundo afílmico e desde a qualidade do conhecimento geral do espectador, do quadro e do campo no espaço fílmico, de Aumont. Através da utilização desses fundamentos e pressupostos como metodologia, este trabalho identificou no modelo de narrador e de Ficção de A era do rádio formações discursivas no diálogo estabelecido com os interlocutores as quais reúnem o espectador-modelo na audiência com ouvintes imaginários e reais da era de ouro do rádio americano.
Abstract This paper deals with the relationship that cinema, specially the fiction cinema equipped with first-person narrator, establishes with the audience. This research has the goal of exploring the use of layers upon layers of tellers and their counterparts throughout the whole film Radio days (1987), of Woody Allen, by means of a sample of excerpts that are either described, either both selected and analyzed. From reflections on the recipient of the fiction of an author's work, on the value of the statement of storytellers in the world of narration, on theoretical propositions to relate the durations of story and discourse, on the reliability of the narrator, the work addresses the layers of enunciation in a filmic work. To study the films with first-person narrator, this research was based mainly on concepts of discursive instances of the encoding of a text or an art work, of Yvancos and Eco, on the strategy of an author-model and on the encyclopedic competence required of a receiver, of Eco, on the implied narrative of an auctorial entity that "speaks" movies or coordinates the various materials of a filmic expression, of Gaudreault and Jost, the likelihood attribute of a story originated from the non-filmic background and from the quality of general knowledge the viewer has, and finally on the filmic space, of Aumont. Through the use of these foundations and assumptions as methodology, this study identified in the model of narrator and of Fiction of Radio days discursive formations in its dialogue with its interlocutors that bring together the spectator-model at the audience with the imaginary and real listeners of the golden age of American radio.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/111768
Arquivos Descrição Formato
000952937.pdf (1.111Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.