Repositório Digital

A- A A+

Crítica de mídia feminista na Web: uma análise sobre os blogs Cem Homens, Escreva Lola Escreva e Blogueiras Feministas

.

Crítica de mídia feminista na Web: uma análise sobre os blogs Cem Homens, Escreva Lola Escreva e Blogueiras Feministas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Crítica de mídia feminista na Web: uma análise sobre os blogs Cem Homens, Escreva Lola Escreva e Blogueiras Feministas
Autor Antunes, Bruna Aquino Ferreira
Orientador Fonseca, Virginia Pradelina da Silveira
Co-orientador Foletto, Leonardo Feltrin
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Comunicação Social: Habilitação em Jornalismo.
Assunto Blog
Feminismo
Jornalismo
[en] Blogs
[en] Communications
[en] Media criticism
Resumo Esta monografia tem por objetivo analisar a crítica de mídia presente em três blogs feministas brasileiros: Blogueiras Feministas, Cem Homens e Escreva Lola Escreva. O presente trabalho visa contribuir para a compreensão do feminismo e do ativismo feminista na web. Contextualiza o feminismo historicamente, apresenta suas teorias e correntes conforme Weeks (2010) e Fausto-Sterling (2002). Reflete sobre as questões de gênero e sexualidade usando autores pós-estruturalistas como Butler (2010), Laqueur (2001), Piscitelli (2008) e Scott (1990). Faz um balanço das causas recentes do feminismo e relata os acontecimentos que levaram à Marcha das Vadias – como exemplo da influência da internet sobre a organização dos movimentos sociais. Questiona as responsabilidades das mídias e do jornalismo, sob a ótica do feminismo, utilizando autores como Louro (2010), Fischer (1997) e Silva (2011). Contextualiza historicamente os blogs, com particular atenção aos blogs pessoais com foco opinativo e apresenta a crítica de mídia como elemento a ser considerado no universo de blogs feministas. Descreve os blogs analisados e os critérios de seleção dos blogs e das postagens para a execução do trabalho e busca por elementos em comum nas postagens de crítica de mídia: temas mais recorrentes, empresas e pessoas criticadas. Justifica a escolha de uma metodologia inspirada pela análise de conteúdo (HERSCOVITZ, 2010) e relata os resultados obtidos após a realização da análise, a saber: machismo, cultura do estupro e gordofobia sendo os temas que se repetem com maior constância nas postagens. Por fim, reúne resultados apresentando as empresas de comunicação mais criticadas, destaca o jornalismo como tipo de mídia mais recorrente nas críticas, observa que o site G1 e os jornais Folha de S.Paulo e Extra são os mais criticados e conclui sobre os resultados considerando as teorias estudadas.
Abstract The goal of the present monograph is to analyze media criticism in three feminist brazilian blogs: Blogueiras Feministas, Cem Homens e Escreva Lola Escreva. The present work intends to contribute for the comprehension of feminism and feminist activism on the web. Contextualizes the feminism historically, presents it’s theories and paths according to Weeks (2010) and Fausto-Sterling (2002). Reflects about gender and sexuality issues using poststructuralism authors like Butler (2010), Laqueur (2001), Piscitelli (2008) and Scott (1990). Presents the recent feminist causes and report the events that have caused the beginning of Slut Walks – as an example of the internet influence in the organization of social movements. Questions the media and journalism responsibilities, considering feminism precepts, using authors as Louro (2010), Fischer (1997) and Silva (2011). Historically contextualizes blogs, with particular attention to personal opinionated kind and presents media criticism as an element to be considered in the feminist blogosphere. Describes the analyzed blogs and the selection criteria of posts for and seeks common elements inside the media criticism posts: recurrent themes, criticized companies and people. Justifies the methodology choice inspired in content analysis (HERSCOVITZ, 2010) and report the results after the complete analysis, to be known: machism, rape culture and body shaming as the most constant themes in posts. Finally, gathers results reporting the companies more criticized, emphasize journalism as the most recurrent kind of media in the critics, observes G1 website, Folha de S.Paulo and Extra newspapers as the most criticized and concludes about the final results considering the studied theories.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/111779
Arquivos Descrição Formato
000952886.pdf (1.702Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.