Repositório Digital

A- A A+

A contramola que resiste: a guerrilha estética de Secos & Molhados como semiótica micropolítica

.

A contramola que resiste: a guerrilha estética de Secos & Molhados como semiótica micropolítica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A contramola que resiste: a guerrilha estética de Secos & Molhados como semiótica micropolítica
Autor Müller, Luiza
Orientador Silva, Alexandre Rocha da
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Comunicação Social: Habilitação em Jornalismo.
Assunto Contracultura
Indústria cultural
Secos & Molhados (Grupo musical).
Resumo Esta monografia investiga a guerrilha estética do grupo Secos & Molhados enquanto processo molecular nascido das estruturas rígidas e molares da indústria cultural. Para tanto, parte de uma revisão histórica do trio nascido em 1973 e um debate acerca de sua existência enquanto fenômeno da cultura de massa a partir da conceituação de Theodor W. Adorno, Max Horkheimer e Edgar Morin. Posteriormente, discorre a respeito da guerrilha estética como semiótica micropolítica expressa na performance e na androginia que a compõem. Os conceitos abordados nessas investigações fundamentam a análise do corpus, que é composto pelo registro audiovisual do show no Maracanãzinho, em 23 de fevereiro de 1974, escolhido devido à sua relevância histórica.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/111788
Arquivos Descrição Formato
000953027.pdf (831.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.