Repositório Digital

A- A A+

Bachillerato popular arbolito da UST : uma análise sobre a relação entre a autogestão do trabalho e as práticas educativas

.

Bachillerato popular arbolito da UST : uma análise sobre a relação entre a autogestão do trabalho e as práticas educativas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Bachillerato popular arbolito da UST : uma análise sobre a relação entre a autogestão do trabalho e as práticas educativas
Autor Dias, Patrícia Unanue
Orientador Fischer, Maria Clara Bueno
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Educação de jovens e adultos
Trabalho
[es] Autogestión
[es] Bachilleratos populares
[es] Cooperativas de trabajo
Resumo O presente estudo tem como objetivos identificar e analisar sentidos e elementos que uma experiência de autogestão do trabalho mobiliza em trabalhadores ao desenvolverem práticas educativas para jovens e adultos. A pesquisa se desenvolveu com trabalhadores da cooperativa Unión Solidaria de los Trabajadores e do Bachillerato Popular Arbolito, ambos localizados no bairro San Lorenzo de Wilde (Avellaneda/ Buenos Aires/ Argentina). Realizou-se uma pesquisa qualitativa de cunho etnográfico, através de quatro saídas de campo, nas quais foram utilizadas as técnicas de observação participante e entrevistas semiestruturadas. Ao longo da dissertação, buscou-se contextualizar as empresas recuperadas e os Bachilleratos Populares na Argentina, problematizar o conceito e algumas experiências históricas de autogestão e analisar as características da cooperativa UST e do Bachillerato Popular Arbolito. As análises deste estudo indicam que a experiência de autogestão da UST mobiliza elementos e sentidos na organização do Bachillerato Popular Arbolito que se relacionam com o ideal de autogestão integral, o estabelecimento de relações políticas com organizações sociais, o desenvolvimento de uma cultura do trabalho própria dessa experiência de autogestão, a construção de saberes do trabalho associado na UST, a relação entre trabalho e educação e, por fim, o elemento educacional como estratégia que compõe a autogestão da cooperativa. Nesse sentido, a presente dissertação sugere que o Bachillerato Popular Arbolito, assim como outros trabalhos sociais desenvolvidos pela UST no bairro San Lorenzo, compõe o ideal e o experimentado pela autogestão nessa cooperativa.
Resumen El presente estudio tiene como objetivos identificar y analizar significados y elementos que una experiencia de autogestión moviliza en trabajadores para desarrollar prácticas educativas para jóvenes y adultos. La investigación se desarrolló con los trabajadores de la cooperativa Unión de los Trabajadores de Solidaridad y del Bachillerato Popular Arbolito, ambas ubicadas en el barrio San Lorenzo de Wilde (Avellaneda / Buenos Aires / Argentina). Se realizó una investigación cualitativa - con enfoque etnográfico - a través de cuatro salidas de campo en las que se utilizó la observación participante y entrevistas semiestructuradas. En el presente estudio, se intentó contextualizar las empresas recuperadas y los bachilleratos populares en Argentina, problematizar el concepto de autogestión y algunas experiencias históricas autogestión, así como el análisis de las características de la cooperativa UST y del Bachillerato Popular Arbolito. Los análisis de este estudio indican que la experiencia de autogestión de la UST moviliza elementos y sentidos en la organización del Bachillerato Popular Arbolito que se relacionan con el ideal de autogestión integral, el estabelecimiento de relaciones políticas con organizaciones sociales, el desarrollo de una cultura del trabajo propia de esa experiencia de autogestión, la construcción de saberes del trabajo asociado en la UST, la relación entre trabajo y educación y, por fin, el elemento educacional como estrategia que compone la autogestión de la cooperativa. En ese sentido, el presente estudio sugiere que el Bachillerato Popular Arbolito, así como los demás trabajos sociales desarrollados por la UST en el barrio, compone el ideal y el experimentado por la autogestión de esa cooperativa.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/111911
Arquivos Descrição Formato
000951971.pdf (1.072Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.