Repositório Digital

A- A A+

The relationship between serum levels of CA 125 and the degree of differentiation in ovarian neoplasms

.

The relationship between serum levels of CA 125 and the degree of differentiation in ovarian neoplasms

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título The relationship between serum levels of CA 125 and the degree of differentiation in ovarian neoplasms
Outro título A relação entre os níveis séricos de CA 125 e o grau de diferenciação em neoplasias ovarianas
Autor Cambruzzi, Eduardo
Lima, Rosane de
Teixeira, Simone Luiz
Pêgas, Karla Lais
Abstract Introduction: Primary ovarian neoplasms exhibit a wide range of histopathological aspects, and tumors with epithelial differentiation are the most frequent. Among the malignant tumors, the most common histological type corresponds to serous adenocarcinoma, whose diagnosis is established in advanced stages of the disease in approximately 75% of the patients. Tumor marker CA 125 represents a glycoprotein synthesized mainly by neoplastic cells with epithelial differentiation, and its serum level seems to be associated with the biological potential of these lesions. Objective: To estimate the association between serum levels of CA 125 and the degree of differentiation in primary ovarian neoplasms. Method: Sixty distinct cases of primary ovarian tumors were selected, previously analyzed at the Laboratory of Pathology of the Hospital Complex of Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), between 2005 and 2010, from patients undergoing concomitant analysis of CA 125. In each case, age, tumor size, histological type, degree of differentiation, presence of necrosis and tumor invasion of the albuginea or extraovarian tissues, pathological stage and serum CA 125 were determined. Results: A statistically significant relationship between CA 125 levels and histological grade (p = 0.001), age (p = 0.009), biological behavior of the tumor (malignant or benign – p = 0.002) and extraovarian invasion (p = 0.005) was found. No relationship between CA 125 levels and tumor size (p = 0.1006) and pathologic stage (p = 0.1) was determined. Histologic grade was associated with the presence of necrosis (p = 0.001), extraovarian invasion (p = 0.009) and tumor size (p = 0.008). Conclusion: In the present study, serum levels of CA 125 were associated with histological grade in primary ovarian neoplasms, especially in high-grade malignant tumors, suggesting that high levels of this glycoprotein are associated with lesions of more aggressive biological behavior.
Resumo Introdução: As neoplasias primárias de ovário apresentam uma ampla variação dos aspectos histomorfológicos; sendo os tumores com diferenciação epitelial os mais frequentes. Entre os tumores malignos, o tipo histológico mais comum é o adenocarcinoma seroso, cujo diagnóstico é determinado em estágios avançados de doença em aproximadamente 75% das pacientes. O marcador tumoral CA 125 corresponde a uma glicoproteína sintetizada pelas células neoplásicas com diferenciação epitelial principalmente, e seu nível sérico parece estar associado ao potencial biológico dessas lesões. Objetivo: Estimar a associação entre o nível sérico de CA 125 e o grau de diferenciação em neoplasias ovarianas primárias. Método: Foram selecionados 60 casos distintos de tumores ovarianos primários, previamente analisados entre 2005 e 2010, de pacientes submetidas à dosagem sérica concomitante do marcador CA 125. Em cada caso foram determinados tamanho tumoral, tipo histológico, grau de diferenciação, presença de necrose tumoral, invasão neoplásica da albugínea ou tecidos extraovarianos, estadiamento patológico e nível sérico de CA 125. Resultados: Foi encontrada uma relação estatisticamente significativa entre nível de CA 125 e grau histológico (p = 0,001), idade (p = 0,009), comportamento biológico da neoplasia (maligno ou benigno – p = 0,002) e invasão extraovariana (p = 0,005). Não foi observada relação do nível de CA 125 com o tamanho tumoral (p = 0,1006) e o estadiamento patológico (p = 0,1). O grau histológico esteve associado à presença de necrose (p = 0,001), invasão extraovariana (p = 0,009) e ao tamanho tumoral (p = 0,008). Conclusão: Os níveis séricos de CA 125 estiveram associados ao grau histológico em neoplasias primárias ovarianas, principalmente nos tumores malignos de alto grau, sugerindo que os níveis elevados dessa glicoproteína estejam associados a lesões de comportamento biológico mais agressivo.
Contido em Jornal brasileiro de medicina e patologia laboratorial. Rio de Janeiro. Vol. 50, n. 1 (fev. 2014), p. 20-25
Assunto Antígeno Ca-125
Carcinoma
Neoplasias ovarianas
[en] CA 125 protein
[en] Carcinoma
[en] Chemiluminescence method
[en] Ovarian neoplasm
[en] Tumor differentiation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/111930
Arquivos Descrição Formato
000929353.pdf (133.7Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.