Repositório Digital

A- A A+

Genetic variability in maize and teosinte populations estimated by microsatellites markers

.

Genetic variability in maize and teosinte populations estimated by microsatellites markers

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Genetic variability in maize and teosinte populations estimated by microsatellites markers
Outro título Variabilidade genética em populações de milho e teosinto estimada por marcadores microssatélites
Autor Terra, Tatiana de Freitas
Wiethölter, Paula
Almeida, Cícero Carlos de Souza
Silva, Sérgio Delmar dos Anjos e
Bered, Fernanda
Sereno, Maria Jane Cruz de Melo
Barbosa Neto, Jose Fernandes
Abstract Wild species are important sources of genetic variability and may be exploited by breeding programs. Crosses between teosinte and maize occur freely and teosinte serves as genetic source of agronomic traits for introduction in maize. The objective of this study was to estimate genetic variability among and within maize and teosinte populations (Zea mays mexicana). Two sweet maize populations (BR400 and BR402), two common maize populations (Suwan and Pampa) and one teosinte population were analyzed using microsatellites markers. Results indicated that 64,5% of the variation was detected within the populations, suggesting the possibility of obtaining genetic progress by selection within each population. The analysis with 25 microsatellites loci enabled the identification of 92 alleles with a mean of 3.7 alleles per locus. The average Polymorphism Information Content (PIC) was 0.52. The percentage of polymorphic loci varied from 64% in the BR400 and Pampa populations to 80% in the teosinte population. The estimated genetic distance confirmed the genomic similarity of maize and teosinte.
Resumo Espécies silvestres são fontes importantes de variabilidade genética e podem ser exploradas pelos programas de melhoramento. Cruzamentos entre teosinto e milho ocorrem naturalmente, e o teosinto pode ser utilizado como fonte de caracteres agronômicos para introdução em milho. O objetivo deste estudo foi estimar a variabilidade genética entre e dentro de populações de milho e teosinto (Zea mays mexicana). Duas populações de milho doce (BR400 e BR402), duas de milho comum (Suwan e Pampa) e uma de teosinto foram analisadas utilizando-se marcadores microssatélites. Os resultados indicaram que 64,5% da variação foi detectada dentro das populações, sugerindo a possibilidade de obtenção de progresso genético através da seleção dentro de cada população. A análise de 25 locos microssatélites permitiu identificar 92 alelos, com uma média de 3,7 alelos por loco. O percentual de locos polimórficos variou de 64% nas populações BR400 e Pampa a 80% na população de teosinto. A distância genética estimada confirmou a similaridade genética entre milho e teosinto.
Contido em Ciência rural. Santa Maria. Vol. 41, n. 2 (fev. 2011), p. 205-211
Assunto Diversidade genética
Marcadores moleculares
Zea mays
[en] Flooding tolerance
[en] Genetic diversity
[en] Molecular markers
[en] Zea mays mays
[en] Zea mays mexicana
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/112026
Arquivos Descrição Formato
000931739.pdf (134.6Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.